Opinião

Viagens ao reino de Clio

Pontos de Vista

No exato dia em que escrevo esta crónica, não faltam motivos para lhe dar corpo.

Realmente, a Caixa não deixa de nos surpreender. Ou melhor, quem nos surpreende não é propriamente a Caixa, mas as pessoas que têm responsabilidades na condução de um processo que tem sido estrondosamente mediatizado e que tem deixado a nu as vicissitudes que fizeram da instituição um caso que a todos nos surpreende. Pelo menos a nós, cidadãos comuns!

Viagens ao reino de Clio

Era uma vez um professor de Filosofia que pretendia analisar um pequeno texto argumentativo com alunos do ensino secundário.

Histórias que a Vida Conta

Eu, que fui um dos que embandeirei em arco desde vinte e oito de março de mil novecentos e setenta e sete, quando ouvi a notícia do pedido de adesão de Portugal

Andava à volta com dois conceitos no meu pensamento - falsa licenciatura e licenciatura falsa – procurando perceber a diferença de uma ideia e outra, quando cheguei à conclusão de que não valia a pena o esforço. Para além da troca de posições entre o substantivo e o adjetivo, apenas sobressaía uma semelhança, a FALSIDADE.