Opinião

Olhos nos olhos

Histórias que a Vida Conta

O solstício de Verão chegou até nós no dia vinte e um de Junho pelas quinze horas e cinquenta e quatro minutos.

Quando falamos de liberdade temos que nos referir, inevitavelmente, a um princípio ético e moral que está presente na nossa constituição: o direito à dignidade da pessoa humana. 

DOIS DEDOS DE HISTÓRIA

Há poucos dias ainda, entrando numa livraria, logo me chamou a atenção um livro acabado de chegar ao mundo livreiro português.

Olhos nos olhos

Histórias que a Vida Conta