Os responsáveis da Cúria Romana reuniram-se, no Vaticano, para preparar o regresso “gradual” dos serviços, na segunda fase da emergência sanitária provocada pela Covid-19, a partir de 4 de Maio.No encontro, que foi dirigido pelo secretário de Estado do Vaticano, cardeal Pietro Parolin, os participantes decidiram “a reactivação gradual dos serviços ordinários”, nos organismos centrais de governo da Igreja Católica, “salvaguardando as precauções sanitárias necessários para limitar o contágio”.Desde 19 de Março, foram implementadas medidas de segurança e higiene para travar a propagação do novo coronavírus nos serviços da Santa Sé e do Estado da Cidade do Vaticano, onde a Praça de São Pedro, a Basílica e os Museus do Vaticano foram fechados ao público.