Entre margens da Palavra


0. Preparo-meProcuro um lugar adequado e uma boa posição corporal. Respiro lenta e suavemente.Silencio os pensamentos. Tomo consciência da presença de Deus, invocando o Espírito Santo.
1. O que diz o texto- Leio pausadamente Jo 10, 11-18.- Sublinho e anoto o mais significativo.Esta alegoria do pastor revela a pessoa e missão de Jesus. Em contraposição com outros, Ele é o verdadeiro Bom Pastor porque se dispõe a dar a vida pelas suas ovelhas. Ele conhece-as e estas reconhecem sua voz.
2. O que me diz Deus- Que me fazem sentir as palavras de Jesus? No Evangelho de João, “conhecer” significa comunhão de vida, relação pessoal, amorosa e recíproca. Jesus é Bom Pastor (belo, no texto original) porque se implica e compromete connosco. A comunhão de vida com Ele radica na escuta da sua voz e palavra. Daí brota e cresce a fé, a minha identidade cristã. Sendo-Lhe fiel, sou reflexo deste Belo Pastor. Hoje rezo por todas as vocações: a minha; a do meu pároco; a dos que transmitem fé, esperança e caridade. É por elas que Deus transparece.
3. O que digo a Deus- Partindo do que senti, dirijo-me a Deus, orando (de preferência com palavras minhas).Senhor, sou tão zeloso da minha independência que resisto em deixar-me conduzir para além da própria vontade. Digo “creio”, mas sigo o meu “quero”. A tua Palavra recorda-me que não pretendes tomar a minha vida. Pelo contrário, ofereces a tua pela minha. Quem mais o faz!? Por isso Te reconheço como meu Bom e Belo Pastor.Só o amor conhece. Só o amor não condena, mas salva. Defendes-me dos medos vorazes. ConTigo, enfrento dúvidas e hesitações mercenárias. É através de Ti que, verdadeiramente, me encontro e cresço. Na tua vida, dada, experimento vida em plenitude. É o que queres para mim… para todos. Tendo-Te como guia, poderei aproximar e interpelar os outros, pelo testemunho do teu ilimitado amor. Assim nos reuniremos todos a Ti.
4. O que a Palavra faz em mim- Contemplo Deus, saboreando e agradecendo.Senhor, tua voz me chama e guia por caminhos que libertam. Ecoe ela nos meus pensamentos e seja eu capaz de a reconhecer e seguir. Louvo. Agradeço. ContemploInspira-me o que esperas e mereces de mim. Apoiado em Ti, comprometo-me em algo oportuno e alcançável, crescendo na minha relação diária conTigo e com os outros.
PROVOCAÇÕES- O que guia os meus pensamentos, ações e escolhas?- Presto atenção à voz de Deus no meu quotidiano?- Até onde me leva o amor a Deus e aos outros?
UM PENSAMENTO“O amor não cansa nem se cansa.” (S. João da Cruz)
UM DESAFIOPedir ao Espírito Santo a graça de discernir a voz de Deus.
ARQUIVO & PODCASThttps://seminariointerdiocesanosj.pt
UMA ORAÇÃO-POEMA
Tu conheces-me.À mercê de lobos pensamentosou mercenários sentimentosdesgarro-me de mim… e de Ti.Desses tumultos interioresme resgatas, regateandoTua vida, pela minha…Só Tu me conheces… e sabes.
Bom e Belo Pastorem Ti apascenta-se a almae apazigua-se o coração.Num partilhado sussurrorumino tua existência em mimperscrutando tua vozpara, aos poucos,melhor Te conhecer… e seguir.