Entre margens da Palavra


0. Preparo-meProcuro um lugar adequado e uma boa posição corporal. Respiro lenta e suavemente.Silencio os pensamentos. Tomo consciência da presença de Deus, invocando o Espírito Santo.
1. O que diz o texto- Leio pausadamente Lc 3, 15-16.21-22.- Sublinho e anoto o mais significativo.João Batista esclarece que sua missão é anunciar o Messias. É no batismo de Jesus que se revela sua verdadeira natureza: o céu abre-se, o Espírito Santo desce e ouve-se uma voz.
2. O que me diz Deus- Imagino-me presente no Jordão. Recordo o meu batismo. Que sinto?Ao contrário de Mateus e Marcos, Lucas não narra o batismo de Jesus. Evoca-o. O centro está na manifestação divina de Jesus e a sua total comunhão com o Pai. É enquanto Jesus ora que se faz ouvir a voz do Pai que Lhe responde: “Tu és o meu Filho muito amado…” É também nesse momento que o Espírito Santo se torna presente. O mesmo acontece quando me recolho, na escuta de Deus. O Espírito permite a comunicação e comunhão, pois também eu sou o filho muito amado do Pai, que Jesus me dá a conhecer.
3. O que digo a Deus- Partindo do que senti, dirijo-me a Deus, orando (de preferência com palavras minhas).Senhor, és Pai. Ser teu filho, pelo batismo, é convite à comunhão. Esta acontece no diálogo que ocorre no silêncio da oração. Mais do que falar-Te, preciso escutar e perceber a tua vontade. Torna-me atento à tua Palavra, pois já conheces as minhas. Senhor, és Filho. Antes de imergires nas águas, mergulhaste na multidão de pecadores. Não por necessidade, mas por solidariedade, queres ser Um connosco. Meu batismo faz-me irmão Teu e de toda a humanidade. Torna-me solidário com todos.Senhor, és Espírito Santo. É em Ti que me experimento filho amado do Pai, pois és luz que desaloja todas as trevas. Ajuda-me a viver a graça batismal, sendo expressão e instrumento de comunhão conTigo e com todos.Senhor, derrubaste a barreira da distância. Agora, nada me separa de Ti! 
4. O que a Palavra faz em mim- Contemplo Deus, saboreando e agradecendo.Senhor, dou-Te graças por ser filho, irmão e morada tua, pelo batismo. Por isso, Te louvo, contemplo e adoro.Inspira-me o que esperas e mereces de mim. Apoiado em Ti, comprometo-me em algo oportuno e alcançável, crescendo na minha relação diária conTigo e com os outros.
PROVOCAÇÕES- Conheço e celebro a data do meu batismo? - Que significa para mim ser batizado?- Vivo em plena comunhão com Deus?
UM PENSAMENTO“A suave loucura de Deus é esperar no homem.” (Ermes Ronchi)
UM DESAFIOPedir ao Espírito Santo a graça de viver em plena comunhão com Deus.
ARQUIVO & PODCASThttps://seminariointerdiocesanosj.pt
UMA ORAÇÃO-POEMA
O céu abriu-see não mais se fechou.Rasgada a distância,a minha orfandade o Intocável alcançouselando num abraçoa minha perfilhação.
O céu abriu-seirrompendo a luzbem por dentrono eco de uma vozque afaga o coraçãograto e ajoelhadopor ser filho amado.