Vaticano

O Papa recebeu, no dia 8 de Janeiro de 2021, a presidência da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP). O encontro abordou os “desafios” que a Covid-19 coloca à acção da Igreja Católica, tendo o Papa manifestado a sua “esperança” de que a pandemia “seja brevemente ultrapassada, com a convergência dos esforços de toda a humanidade”.“O Papa Francisco acentuou que se deve prestar particular atenção às crianças, aos idosos e aos migrantes, os mais atingidos por esta crise. Salientou que se deve cuidar com toda a atenção da relação entre jovens e idosos, por estar em questão a ligação intrínseca entre a herança que os idosos transmitem e as raízes para as quais os mais jovens devem olhar”, refere uma nota da presidência da CEP. Os bispos portugueses manifestaram ao Papa Francisco a disposição de “diálogo e respeito pelas orientações das autoridades governamentais e sanitárias”, nesta situação pandémica, e “na procura de respostas sociais em relação àqueles que são mais atingidos pela pandemia, os mais pobres e descartados”.A conversa incluiu referência aos documentos de reflexão que a Conferência Episcopal produziu sobre a reconstrução da sociedade e os desafios pastorais em tempo de pandemia.Outro dos temas em análise foi a próxima edição internacional da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), que vai decorrer pela primeira vez em Portugal, no verão de 2023, em Lisboa.“O Santo Padre manifestou o seu entusiasmo por este acontecimento mundial de encontro com os jovens, mantendo a esperança de poder estar em Portugal em 2023”.A delegação recebida pelo Papa Francisco foi constituída pelo presidente e vice-presidente da Conferência Episcopal, respectivamente, D. José Ornelas e D. Virgílio Antunes, e pelo secretário e porta-voz da CEP, padre Manuel Barbosa.