Viseu

D. Ilídio Pinto Leandro, bispo emérito de Viseu, faleceu na sexta-feira, 21 de Fevereiro, aos 69 anos de idade, no Hospital de São Teotónio, onde estava internado após agravamento da sua saúde. No sábado, 22 de Fevereiro, houve um “tempo de oração e vigília”.A Diocese de Viseu despediu-se de D. Ilídio Leandro, bispo local entre 2006 e 2018, no Domingo, 23 e Fevereiro. A Missa exequial foi celebrada na Catedral diocesana, seguindo o cortejo fúnebre para a terra natal do falecido bispo, Rio de Mel (Pincelo dos Milagres, São Pedro do Sul), onde foi sepultado no cemitério local.Na homilia da celebração exequial, o bispo de Viseu, D. António Luciano, afirmou que D. Ilídio Leandro “é um exemplo e incentivo para todos nós, para sermos melhores e mais cristãos”, destacando as marcas de alguém “simples, humilde, acolhedor, competente, disponível, com grande sensibilidade humana e cristã, atento aos pormenores mais pequeninos da vida das pessoas”.D. Ilídio Leandro nasceu a 4 de Dezembro de 1950, em Rio de Mel, Distrito e Diocese de Viseu. Terminados os estudos em Filosofia e Teologia, no Seminário Maior de Viseu, recebeu a ordenação sacerdotal a 25 de Dezembro de 1973, na Catedral de Viseu.O Papa Bento XVI nomeou-o bispo de Viseu a 10 de Junho de 2006 e a ordenação episcopal decorreu a 23 de Julho do mesmo ano, sucedendo a D. António Marto. A título simbólico e em sua homenagem, a Bandeira do Município de Viseu foi colocada a meia haste durante três dias.O presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, publicou este sábado uma mensagem de pesar pelo falecimento do bispo emérito de Viseu, evocando a sua “exemplar trajectória de vida e a acção pastoral”.