No dia 27 de Dezembro de 2019

Faleceu na sexta-feira, 27 de Dezembro, o cónego Manuel Geada Pinto, da Diocese da Guarda, que foi director Escola Regional Dr. José Dinis da Fonseca – Outeiro de S. Miguel, do Jornal Amigo da Verdade e das Oficinas de São Miguel.
O cónego Manuel Geada Pinto nasceu no dia 5 de Fevereiro de 1929, na Orca, concelho do Fundão, tendo sido ordenado sacerdote em 29 de Julho de 1951.
Em 1954, chegou ao Outeiro de S. Miguel, acabado de sair do Seminário Maior da Guarda, tornando-se o mais próximo e dedicado colaborador de D. João de Oliveira Matos e do Dr. Alberto Dinis da Fonseca, “entusiastas da fundação da realidade que é o Instituto de São Miguel”.
Depois de leccionar no Seminário Menor do Fundão e no Seminário Maior da Guarda, tornou-se professor na Escola Regional Dr. José Dinis da Fonseca, do Outeiro de São Miguel.
Em 1959, o Padre Manuel Joaquim Geada Pinto assumiu a Direcção da Escola Regional, sendo director até 1998. A sua capacidade de trabalho e orientação manifestaram-se em prestígio, que catapultou a sua acção para além da realidade, que é o Outeiro de São Miguel.
Recuperou e modernizou as Oficinas de São Miguel, impulsionou o crescimento da Escola Regional que se tornou numa referência regional e nacional, em termos físicos e humanos. “As estruturas de acolhimento e prestação dos mais diversos serviços foram requalificadas e confortavelmente melhoradas, acompanhando a evolução dos tempos”.
Também foi professor na Escola Industrial e Comercial da Guarda e destacou-se como “poeta, dramaturgo e músico”.
“A sua veia jornalística prendeu as gentes à leitura do “Amigo da Verdade”, o semanário regionalista de inspiração católica que superiormente dirigiu durante longos anos”.
O cónego Manuel Geada Pinto foi também director artístico do Centro Cultural da Guarda, dirigiu o Orfeão da Guarda, foi um dos fundadores do Rancho Folclórico da Guarda e pároco da freguesia da Arrifana desde 1991.
Foi nomeado cónego em 26 de Janeiro de 1999, pelo então Bispo da Guarda, D. António dos Santos e membro do cabido da Sé da Guarda e, por inerência membro do Colégio de Consultores.
O funeral, no dia 28 de Dezembro, na Igreja do Outeiro de São Miguel, juntou uma grande multidão e foi presidido pelo Bispo da Guarda, D. Manuel Felício. O cortejo fúnebre seguiu depois para a povoação de Arrifana, concelho da Guarda, onde o corpo foi sepultado.
O presidente da Câmara da Guarda, decretou dois dias de luto municipal, sábado e domingo (28 e 29 de Dezembro), pelo falecimento do cónego Geada Pinto. Em nota enviada ao Jornal A Guarda Carlos Chaves Monteiro manifesta “o seu profundo pesar e a sua solidariedade pelo falecimento de tão ilustre benemérito desta Cidade, nome incontornável no historial da defesa dos mais desfavorecidos”.