O Dia da MãeEntrámos na semana em que começa o mês de Maio.Mesmo estando canceladas,

em Fátima, as celebrações do 13 de Maio, mesmo sem possibilidade de termos as habituais manifestações marianas, com festas e procissões, a razão para vivermos intensamente este mês é ainda maior. Desejamos manifestar a Nossa Senhora todo o amor e devoção que lhe dedicamos e confiar-lhe, nestes tempos especiais, todos aqueles que mais sofrem por causa da pandemia.O Papa Francisco escreveu, no último sábado, uma carta a todos os fiéis para o Mês de Maio de 2020, convidando a rezar o terço em casa e em família. Nesta carta vêm inseridas duas orações dirigidas a Nossa Senhora, nas quais se pede a sua proteção maternal para todos os que mais sofrem, nos tempos conturbados da atualidade. Esta carta pode ser lida na íntegra a partir da página da Diocese e certamente que será preciosa ajuda para vivermos intensamente o mês de Maio.O próximo domingo é o Dia da Mãe. Para aqueles que gozam da presença física das suas mães na terra é oportunidade para lhes fazer uma visita especial neste dia, se não puder ser presencial, pelo menos de contacto à distância, para lhes ma-nifestar todo o amor e carinho que naturalmente qualquer filho nutre por sua mãe. Também para, de  alguma maneira, lhes testemunhar a gratidão por tanto bem gratuitamente distribuído. Esse dia é sempre oportunidade para revisitar o modelo de todas as mães, aquela que é Mãe de Jesus e por Ele nos foi dada também como nossa mãe.No coração de cada mãe como tal, reside, de forma especialíssima, aquele santuário da vida e do amor pelo qual a Humanidade inteira lhes tem de estar sumamente grata.Pedimos uma bênção especial para todas as mães, neste dia e tam-bém para que a ternura e o amor que elas representam faça cada vez mais parte do nosso viver uns com os outros.27.4.2020+Manuel R. Felício, Bispo da Guarda