O prefeito do Dicastério para o Serviço do Desenvolvimento Humano Integral, anunciou, no dia 15 de Abril,

a formação de um grupo, composto por 5 unidades de trabalho, para “enfrentar a emergência do coronavírus e, sobretudo, pensar no futuro pós-Covid-19”.Este fundo ao Covid-19 vai oferecer “respostas imediatas e eficazes para a pandemia e foi pensado para ser um sinal visível da solidariedade da Igreja para continuar o trabalho de assistência e, ao mesmo tempo, introduzir medidas preventivas para combater a difusão do coronavírus.O fundo de resposta vai dar prioridade aos serviços de assistência sanitária: “Prevenção e o controle de infecções; o acesso à água limpa e aos serviços higiénico-sanitários e o fornecimento de equipamentos de protecção individual (máscaras e luvas)”.