Bispo da Guarda faz recomendações para a Quaresma

Confissão e absolvição geral por causa do ‘coronavirus’“Os constrangimentos que nos está a colocar a actual situação provocada pelo ‘Coronavirus’ pede algum controlo” em relação ao sacramento da confissão, refere o Bispo da Guarda numa carta enviada a todos os padres da Diocese. D. Manuel Felício recorda aos sacerdotes que “estamos no tempo da Quaresma, especialmente preocupados com o atendimento das pessoas em confissão, também para cumprimento do preceito da Igreja, que manda recorrer à Confissão Sacramental pelo menos uma vez por ano e comungar pela Páscoa da Ressurreição”. Numa altura em que o balanço mundial da epidemia do novo coronavírus já ultrapassou as 3 mil mortes, ao mesmo tempo que aumentam os casos de contágios na Itália e na Coreia do Sul e também em Portugal, o Bispo da Guarda sugere que “a juízo dos padres de cada arciprestado, pode, em vez do atendimento individual de confissão, ser usada, durante esta Quaresma, a prática da Reconciliação de vários penitentes, com confissão e absolvição geral”, uma das modalidades de confissão sacramental prevista no Ritual da Celebração da Penitência”.O prelado lembra, no entanto, que “se essa for a opção”, deve ser lida aos penitentes recomendação: “que os penitentes se arrependam dos pecados cometidos e façam propósito de não mais pecar, que se proponham reparar os escândalos e os danos que, porventura, tenham causado e confessem, em tempo devido, cada um dos pecados graves que não podem confessar agora”. D. Manuel Felício termina o documento dizendo que “este será também um bom contributo para o serviço da reconciliação que devemos às nossas comunidades e aos nossos fiéis”.O Jornal A Guarda pode adiantar que a prática da reconciliação de vários penitentes, com confissão e absolvição geral está a ser ponderada em várias paróquias dos arciprestados da Guarda e Rochoso.Na cidade da Guarda os penitentes têm a possibilidade de recorrer à confissão individual, todas as sextas-feiras da Quaresma, ao longo de todo o dia, na Igreja da Misericórdia.