Em 2019, a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) proclamou o dia 5 de Maio como Dia Mundial da Língua Portuguesa, na sequência da proposta de todos os países lusófonos, que contaram com o poio de mais 24 Estados, incluindo países como a Argentina, Chile, Geórgia, Luxemburgo ou Uruguai.

Este ano, a efeméride será assinalada em 44 países com mais de 150 actividades, através de conferências, colóquios, concertos, concursos literários e de poesia e iniciativas académicas.
O evento, que decorre em formato presencial e virtual, foi anunciada pelo Ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva.A segunda comemoração do Dia Mundial da Língua Portuguesa conta com iniciativas promovidas pelas áreas dos Negócios Estrangeiros, Cultura, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior e Educação, do Governo português, bem como de outras iniciativas de Governos do espaço da lusofonia.  
A comemoração do Dia da Língua Portuguesa marca uma nova fase de promoção e projecção do nosso idioma, o primeiro a ser globalizado com a epopeia das navegações, alargando de forma grandiosa as fronteiras de Portugal. Hoje, com as novas auto-estradas da comunicação, também somos desafiados a partilhar, com outros povos, a língua e cultura portuguesas. Temos expressões tão ricas e tão nossas que até nos fica mal enveredarmos em estrangeirismos desnecessários e supérfluos. Também na defesa da cultura e da língua vivemos de contradições. Reclamamos respeito e atenção para o uso do português, em organismos e acontecimentos internacionais e, ao mesmo tempo, somos os primeiros a esquecer a promoção e valorização da nossa língua.
Que o Dia Mundial da Língua Portuguesa nos ajude a dignificar e engrandecer o que mais nos distingue como povo.