Há mais de cem anos que, entre 18 e 25 de Janeiro, acontece a Semana de Oração pela unidade dos cristãos.

“Procurarás a Justiça e nada mais do que a justiça” foi o tema escolhido e preparado pelos cristãos da Indonésia, um país que tem a maior população muçulmana e onde cristãos de diversas confissões constituem uma minoria, representando apenas 10% da população.
A escolha do tema teve em conta o que se passa actualmente neste lugar do mundo onde a ganância pelo lucro desmedido tem provocado fenómenos de corrupção e injustiça, com consequências avassaladoras para as pessoas e para o ambiente.

No maior país do sudeste da Ásia, tanto em termos de população como de grande extensão de terra, há uma grande diversidade de etnias, linguagem e religião. Mesmo assim, a Indonésia tem vivido pelo princípio de gotong royong, que é viver em solidariedade e com colaboração. Uma forma de vida que significa ter partilha nos diversos campos da vida, no trabalho, nas tristezas e festividades, considerando todos os indonésios como irmãos e irmãs.
Esta harmonia parece ameaçada pela ganância de alguns, que não olham a meios para atingir os fins.

Ao mesmo tempo que se celebra a Semana de Oração pela unidade dos cristãos, decorre no Panamá o maior encontro de jovens de todo o mundo. A Jornada Mundial da Juventude tem a particularidade de juntar, no mesmo espaço, a solidariedade e a colaboração entre os mais novos. A experiência deste acontecimento liberta todas as barreiras, sejam elas a língua, a raça ou a proveniência. Neste ponto, os mais velhos ainda têm muito que aprender com as novas gerações.
Mesmo a milhares de quilómetros de distância, o espírito da Jornada Mundial da Juventude é sentido e vivido por grande número de jovens, impossibilitados de o fazer fisicamente. Também a Diocese se prepara para viver a Jornada com alegria, partilha e dedicação com várias actividades no Seminário da Guarda. Do longe se faz perto, basta querer e acreditar.