“Os CTT assumem-se como empresa orientada para o cliente e para as suas necessidades,

com uma oferta segmentada para particulares e empresas, com soluções que começam no envio de correio e expresso, passam pelas melhores ofertas de poupança e crédito e por um portefólio alargado de produtos de conveniência na sua rede de lojas e, ainda uma oferta completa de soluções de publicidade, de logística, de outsourcing de processos e de apoio à presença no mundo do comércio electrónico, para apoiar as empresas no seu processo de digitalização e crescimento”, refere um comunicado dos CTT – Correios de Portugal em que dão conta da abertura de candidaturas para estágios de verão.
Pela descrição ficamos a saber das muitas actividades que são desenvolvidas, actualmente pelos CTT – Correios de Portugal. O processo de privatização conduziu a empresa para novos negócios, muitas vezes esquecendo ou menosprezando aqueles em que sempre primou e se distinguiu.
Alguns anos depois da privatização, o Conselho de Ministros confirmou a sua decisão de manter em mãos privadas os CTT negando o direito de ter sob seu controlo o serviço postal com o que ele comporta de interesse estratégico para o País e para as populações. Infelizmente está mais do que provado que a privatização dos CTT se traduziu na degradação do serviço de que é exemplo mais expressivo o encerramento de centenas de balcões negando o acesso das populações, tornando-o mais caro e menos fiável, bem como pouco eficiente.
Na sua sabedoria milenar, o povo ensina-nos que “quem muitos burros toca, algum fica para trás. No caso dos CTT – Correios de Portugal este ditado aplica-se na perfeição. São cada vez mais as queixas de um serviço mau e paupérrimo de distribuição de correio. Que o digam os leitores do jornal A GUARDA que ficam privados do semanário e muitas vezes recebem dois e três números no mesmo dia.
Os leitores merecem todo o nosso respeito e, por isso, aqui fica o nosso descontentamento público em relação ao mau serviço que os CTT – Correios de Portugal estão a prestar.