No dia da cidade, a Câmara Municipal da Guarda vai homenagear três homens com fortes ligações à cidade e à região,

ao longo dos últimos tempos. Os bispos da Guarda, Viseu e Aveiro serão agraciados com o título de “Cidadão Honorário da Guarda”. D. Manuel Felício, D. António Luciano e D. António Moiteiro, há muito que levam a Guarda a todos os cantos de Portugal, da Europa e mesmo do Mundo, como verdadeiros e comprometidos embaixadores desta vasta região. D. Manuel da Rocha Felício é natural de Mamouros, Castro Daire, Viseu e foi nomeado Bispo da Guarda no dia 1 de Dezembro de 2005, sucedendo a D. António dos Santos.Dos muito feitos que o distinguem apraz-nos recordar que foi o grande impulsionador da recuperação da Casa Episcopal, um dos ex-libris da Rua o Encontro, promotor da organização do Arquivo Diocesano e tem em mãos a abertura do Museu Diocesano de Arte Sacra, na Capela do antigo Seminário Tridentino, na Guarda.D. António Moiteiro Ramos nasceu na freguesia de Aldeia de João Pires, Penamacor, Castelo Branco. No dia 4 de Julho de 2014 foi nomeado Bispo de Aveiro pelo Papa Francisco, sucedendo a D. António Francisco dos Santos.Nos muitos anos em que viveu na Guarda foi promotor da recuperação da antiga Casa da Acção Católica no Centro Histórico, construiu o Centro Paroquial da Estação, várias capelas mortuárias nas paróquias por onde passou e promoveu a criação religiosa da pintora Evelina Coelho. Foi o grande responsável pela cedência do terreno em que se encontra o campo de futebol do Carapito, do NDS. D. António Luciano dos Santos Costa nasceu em Corgas, freguesia de Sandomil, Seia, Guarda. Foi nomeado Bispo de Viseu, pelo Papa Francisco, a 3 de Maio de 2018. Distinguiu-se como professor na Escola de Enfermagem da Guarda e depois na Escola Superior de Saúde Instituo Politécnico da Guarda. Integra, ainda hoje, o Conselho Deontológico do Hospital Sousa Martins.Esta homenagem servirá, com toda a certeza, para maior engrandecimento da Guarda e das suas gentes.