As quatro semanas que antecedem o nascimento de Jesus são conhecidas como tempo de Advento. É o tempo de preparação para o Natal.


O Advento inclui quatro domingos e termina no dia 24 de Dezembro. É com este tempo que começa o novo ano litúrgico.

Ao longo deste tempo há muitas referências ao Profeta Isaías e às suas profecias de paz, que se concretizam com o nascimento de Jesus. João Batista é outra das figuras principais que, tendo vindo antes de Jesus, prepara e anuncia de uma forma simples mas convincente a sua chegada. Também Maria, a Mãe de Jesus, aprece como figura central de um acontecimento que encontra em José um homem sábio e prudente.

Nesta caminhada, para o Natal de Jesus, vão aparecendo propostas e referências que podem ajudar, mesmo os mais distraídos, a dar um sentido solidário a este tempo de expectativa.
Por exemplo, o presidente da Cáritas Internacional convidou os católicos a “alargar os horizontes” no Advento, aprendendo com Jesus Cristo a reconhecer os verdadeiros “vencedores” da sociedade. O cardeal Luis Antonio Tagle recorda que “as pessoas mais pobres e marginalizadas nas nossas sociedades trazem-nos verdadeiras mensagens de esperança”.

Também entre nós, há sinais de esperança neste tempo de Advento. Basta olharmos para a partilha de tantas pessoas com o Banco Alimentar Contra a Fome. A solidariedade de um número sem conta de voluntários que disponibilizam parte do seu tempo a pensar nos mais desprotegidos e esquecidos. Esta iniciativa recolheu 2146 toneladas de alimentos, no âmbito da sua campanha solidária mais recente em todo o país, bens que vão beneficiar cerca de 400 mil pessoas em situação de carência comprovada.

Na Guarda, também há diversas campanhas a decorrer ao longo do tempo de Advento, tendo em vista a preparação de um Natal mais próximo e solidário. É singelo, mas bonito, o gesto do Rotary Club da Guarda que vai juntar algumas centenas de utentes de instituições de solidariedade social numa jornada de convívio, na Casa de Saúde Bento Menni. É altruísta e marcante a atitude da arquitecta e artista Sara Teixeira, que vai doar, o resultado da venda dos postais que criou, para o Centro de Apoio à Vida NAS©ER da Cáritas Diocesana da Guarda que apoia mães em situação de grande vulnerabilidade social, económica e familiar, mães que se deparam com realidades difíceis, inimagináveis pelo cidadão comum.
A caminhada de Advento tem propostas que podem ajudar a marcar a diferença, numa sociedade cada vez mais virada para o efémero.