Hoje é o Dia Mundial do Doente

Por ser dia 11 de Fevereiro, memória litúrgica de Nossa Senhora de Lourdes, hoje assinala-se o Dia Mundial do Doente. A efeméride, é celebrada todos os anos pela Igreja Católica, desde o dia 11 de Fevereiro de 1992, por decisão do Papa João Paulo II. A data representa “um momento forte de oração, de partilha, de oferta do sofrimento pelo bem da Igreja e de apelo dirigido a todos para reconhecerem na face do irmão enfermo a Santa Face de Cristo que, sofrendo, morrendo e ressuscitando, operou a salvação da humanidade”, refere o Papa João Paulo II na carta de instituição do Dia Mundial do Doente.
Na mensagem para este ano, XXIX Dia Mundial do Doente, o Papa Francisco lembra que este dia “é momento propício para prestar uma atenção especial às pessoas doentes e a quantos as assistem quer nos centros sanitários quer no seio das famílias e comunidades”.
Quando a humanidade está a viver momentos complicados devido aos problemas causados pela pandemia, faz todo o sentido pensar de modo particular nas pessoas que sofrem em todo o mundo os efeitos deste coronavírus. O texto da mensagem dá conta de que “a experiência da doença faz-nos sentir a nossa vulnerabilidade e, ao mesmo tempo, a necessidade natural do outro. E recorda-nos que “quando estamos doentes, a incerteza, o temor e, por vezes, o pavor impregnam a mente e o coração; encontramo-nos numa situação de impotência, porque a saúde não depende das nossas capacidades nem do nosso afã”. 
Neste dia em que olhamos para o doente de forma particular também não podemos esquecer os profissionais de saúde, pessoal auxiliar, bombeiros, cuidadores, voluntários, que fazem da sua vida uma autêntica missão de serviço em prol dos mais fragilizados. 
A doença pode obrigar cada um de nós a questionar-se sobre o sentido da vida mas não a desistir de viver.