Economia

A Guarda e a Covilhã foram as cidades escolhidas para a criação dos novos Centros de Competências da Noesis, uma consultora de inovação tecnológica que ajuda as empresas a acelerar para a transformação digital. Para o funcionamento dos centros da Guarda e da Covilhã está prevista a contratação de cerca de 40 pessoas ao longo do ano. Depois dos escritórios em Lisboa, Porto, Coimbra e Proença-a-Nova, a Noesis abre oficialmente dois novos escritórios no interior do país, desta vez na Covilhã e na Guarda.  “A abertura destes dois novos escritórios obedece a uma estratégia iniciada há alguns anos pela Noesis e que visa a criação de diversos Centros de Competências, constituídos por equipas especializadas que desenvolvem projectos e prestam serviços aos nossos clientes, nacionais e internacionais, de forma remota, em regime de Nearshore e Offshore, para todos os mercados onde operamos: Portugal, Espanha, Irlanda, Holanda, Brasil e Estados Unidos”, explicou Nelson Pereira, CTO da Noesis. Estes dois escritórios têm, assim, como principal objectivo acolher e formar equipas especializadas nas áreas de Low-Code Solutions (Desenvolvimento aplicacional na tecnologia OutSystems), Quality Management (serviços de Quality Assurance e Testing) e DevOps & Automation. Não está, no entanto, excluída a contratação de outros perfis, que integrem qualquer outra área de negócio da Noesis, como por exemplo, recursos com competências nas áreas de Data Analytics, Inteligência Artificial, ou Developers em outras linguagens de programação.Nelson Pereira referiu que a estratégia passa também por estabelecer parcerias com a Universidade da Beira Interior e com o Instituto Politécnico da Guarda promovendo a integração profissional de jovens licenciados, “sem que estes tenham de se deslocalizar para os grandes centros urbanos”. A Noesis conta com 1.000 colaboradores e, em 2022, prevê continuar a crescer no número de colaboradores, em linha com o que tem sucedido nos últimos anos.