No jantar de encerramento das comemorações do 30.º aniversário


As comemorações do 30.º aniversário da Associação Empresarial da Região da Guarda - NERGA, encerraram na quarta-feira, dia 17 de Junho, com um jantar comemorativo que incluiu homenagens ao Comendador Jorge Rocha de Matos, enquanto seu autor e maior impulsionador, e ao ex-secretário-geral Álvaro Estevão, que assumiu aquelas funções desde a fundação. A direcção do NERGA também distinguiu doze empresas do distrito com 25 anos de filiação: Casimiro & Coelho, Lda; Gabigar - Gabinete de Contabilidade e Gestão, Lda; José Vicente Fazenda, Lda; Manuel Rodrigues Gouveia, S.A.; Têxtil Manuel Rodrigues Tavares, Lda; Têxteis Evaristo Sampaio, Lda; Robinil, Fabrico e Comércio de Estofos e Móveis, Lda; Camilo de Almeida Ferreira & Filhos, Lda; Farmácia Central; Ribeiro & Guimarães, Lda; Univeste Confecções, Lda e Martinho & Martinho, Lda. O NERGA foi constituído em 1984, por iniciativa conjunta da Associação Industrial Portuguesa (AIP) e de um grupo de empresários da região da Guarda. É uma Associação Empresarial sem fins lucrativos e de utilidade pública, que abrange o território do distrito da Guarda.
No seu discurso, o presidente do NERGA, Pedro Tavares, referiu que aquele dia significava “a comemoração de um marco histórico do nosso projecto associativo, pois acabámos de completar 30 anos de existência e de actividade em prol das empresas e do desenvolvimento socioeconómico da região da Guarda”. “Recordar a data de 7 de Maio de 1984, é recuar aos pressupostos que levaram à nossa criação que mais não foram que uma nova visão estratégica de associativismo empresarial, estruturando-o numa base regional, a qual partia do princípio de que as empresas, para lá do seu sector de actividade, têm como condicionante ao seu desenvolvimento uma multiplicidade de questões que derivam das especificidades das regiões em que estão inseridas, e que nessa medida devem ter uma abordagem local e regional”, lembrou. Pedro Tavares disse também que tal só foi possível tendo em conta a adesão dos empresários. Recordou que a primeira Comissão Executiva foi composta pelos empresários Fernando Oliveira, José Carvalho da Costa, Sotero Francisco Mariano Ribeiro, Manuel Madeira Grilo, Fausto Tavares, António Júlio Tavares Luís e Virgílio Oliveira. “Todo este esforço de dinamização e desenvolvimento do NERGA assentou sempre nas várias direcções e muito em particular no empenho pessoal dos seus presidentes, salientando a pessoa do Dr. Fernando Oliveira, como iniciador do projecto e primeiro dinamizador da associação e os engenheiros Fernando Gouveia e João Teixeira Diniz, nas fases de consolidação, os quais por inteira justiça são credores de nossa homenagem e agradecimento”. “Desta forma, o NERGA é, hoje, uma entidade com idoneidade reconhecida e comprovadas competências que nos afirmam como um parceiro fundamental nos projectos que têm a ver com o apoio à actividade empresarial e à dinamização económica da nossa região”, referiu.
O Secretário de Estado do Emprego, Octávio de Oliveira, que marcou presença no encerramento das comemorações do 30.º aniversário do Núcleo Empresarial, destacou a importância daquela instituição para o desenvolvimento do tecido empresarial e para a promoção do emprego na região. O governante disse que o momento é de grande homenagem aos empresários e às associações empresariais do país, porque “foram as empresas e os empresários que permitiram que o país ultrapassasse momentos difíceis e da forma como os ultrapassou”, com paz social, coesão e harmonia. Declarou que o nível de desemprego “ainda é preocupante”, situando-se nos 13%, mas referiu que “em Janeiro de 2013 era de 17,5%”. Apontou ainda que o novo quadro comunitário tem apoios que devem ser direccionados para a criação de emprego e para a economia.
O presidente da Câmara Municipal da Guarda, Álvaro Amaro, felicitou “aqueles que tiveram razão há 30 anos, quando meteram ombros” à tarefa de criação do NERGA. Referiu também a importância do slogan do NERGA “Juntos Pelo Futuro” e disse ao presidente daquela associação empresarial que pode contar com o Município da Guarda para que o NERGA “ocupe aquele espaço que é importantíssimo e que foi conquistado”.
O Comendador Jorge Rocha de Matos agradeceu “profundamente sensibilizado” a distinção de que foi alvo e disse que estar associado ao 30.º aniversário do NERGA era “motivo de enorme satisfação”, por ter sido dos primeiros núcleos da AIP a serem criados. Já Álvaro Estevão, ex-secretário-geral do NERGA, disse que participava na sessão “com grande emoção” e disse sentir “orgulho” por ter participado num projecto “que ao seu tempo foi inovador”.