A Mercedes-Benz acaba de inaugurar a Factory 56, um investimento de cerca de 2.1 mil milhões de euros desde 2014

para criar uma base orientada para o futuro, para a fábrica de produção de veículos e as áreas administrativas aqui localizadas. Deste montante, cerca de 730 milhões de euros foram aplicados à Factory 56, que está integrada nas instalações da Mercedes-Benz em Sindelfingen.A produção na Factory 56 distingue-se pela máxima flexibilidade em número de modelos produzidos, volume de produção e escoamento dos materiais. Novos modelos – desde compactos aos SUVs, incluindo cadeias cinemáticas convencionais, híbridas plug-in e elétrica – podem produzidos em série em apenas alguns dias. Numa primeira fase, a nova geração do Mercedes-Benz Classe S limousine e a versão longa vão sair da linha de produção da Factory 56. Posteriormente, o Mercedes-Maybach Classe S e o EQS, o primeiro membro totalmente elétrico da nova família do Classe S, também serão produzidos na mesma linha. A tecnologia e a modernidade estão na base desta unidade fabril. Conta com um total de mais de 400 veículos autónomos e tem como peça central da digitalização o ecossistema digital MO360, que integra a informação dos principais processos de produção e os sistemas IT de mais de 30 fábricas de veículos Mercedes-Benz em todo o mundo.Ao nível da sustentabilidade, a Factory 56 opera de forma neutra em termos de emissões de CO2. Todos os dados de produção e monitorização são acompanhados por equipamentos digitais, que permitem poupar cerca de 10 toneladas de papel por ano. 30 por cento das necessidades energéticas anuais provêm de um sistema fotovoltaico. Existe ainda uma estação de armazenamento de energia de 1,400 kWh. A iluminação LED, o aproveitamento das águas das chuvas, o uso de cimento reciclado na fachada foram outros dos aspetos ambientais tidos em conta.Após o arranque, mais de 1500 colaboradores irão laborar em dois turnos. As instalações no seu todo empregam cerca de 35,000 pessoas.