A loja «Quasespiritual», situada na Rua Dr. Lopo de Carvalho, n.º 11, Rés-do-Chão, na cidade da Guarda,

abriu as portas em Dezembro de 2014. “É um estabelecimento que promove as coisas de cá e de outros pontos do país”, referiu ao Jornal A Guarda a empresária Mariana Saavedra. O projecto da loja está integrado na estratégia de uma sociedade familiar que também actua no sector do turismo noutra região do país e na zona da Guarda.
O estabelecimento, que está equipado com os móveis restaurados de uma antiga mercearia (Mercearia Leão, de 1934), “abrange um bocadinho de tudo”, dando especial ênfase a produtos direccionados para os visitantes da Guarda. Comercializa azeite, mel, cogumelos, cobertores de papa, facas, podoas e tesouras de tosquia de Mateus Miragaia (do Jarmelo), artigos feitos em cortiça e verga, compotas, cerveja artesanal, chás, etc.
Vende material de publicidade à Guarda, como t-shirts da Anita e do Principezinho na Guarda e pratos com a Cantiga de Amigo da Ribeirinha e de D. Sancho, entre outros artigos. “Trabalhamos com uma artesã do Porto que utiliza uma técnica de fusão de vidro e até tem um Anjo da Guarda que foi criado propositadamente para nós”, indicou Mariana Saavedra. Acrescentou que o estabelecimento também disponibiliza mantas da empresa Evaristo Sampaio e artigos em burel (carteiras, capas, acessórios de casa, bijutaria e chinelos) “que são confeccionados por nós”. Os clientes também podem adquirir artigos de manipulação digital de fotografia feitos por Maria Bárbara Borges, da Guarda, e peças da autoria de Livrecos - Livros em Branco, também da Guarda. “«Quasespiritual» é uma loja que dá destaque aos produtos regionais e nacionais e dá a conhecer novos valores. Começamos com um projecto pequeno e foram aparecendo novos artesãos a querer vender”, disse a empresária.
Os proprietários do estabelecimento querem abranger todo o público, mas referem que os visitantes podem ali encontrar produtos diferenciadores e genuínos. “É uma loja com história e virada para os visitantes da Guarda, mas também está aberta para o público da cidade e da região. Temos pessoas que vêm buscar aqui coisas para oferecerem a amigos que visitam a Guarda”, disse. E acrescentou: “Os artigos relacionados com a Guarda e as mantas são os que se vendem mais. Temos tido clientes da cidade e da região, mas também de todo o país e até do mundo, pois já tivemos australianos, alemães, franceses e holandeses, entre outros”, disse a responsável. Referiu ainda que o espaço “já tem clientela certa” e que este Verão também foi procurada por muitos emigrantes. “No mês de Agosto foi uma loucura, com muita gente a entrar e a sair da loja, que é muito bonita e merece uma visita, pois só a história da loja é interessante. Eu também explico às pessoas a história de amor de D. Sancho e da Ribeirinha e depois as pessoas vão visitar a rua (de D. Sancho) e após a visita voltam e compram artigos relacionados com ela”, contou.
Mariana Saavedra reconhece que a loja tem uma boa localização, pois está “no centro da cidade, perto da zona histórica e fica na zona de ligação ao Centro Comercial Vivaci, onde passa muita gente”.
A loja «Quasespiritual» funciona de segunda-feira a sábado das 10.00 às 19.00 horas e fecha ao domingo.