Guarda


O CEBSE - Conselho Empresarial das Beiras e Serra da Estrela, vai realizar, na Guarda, no dia 14 de Novembro, o I Fórum Empresarial Beiras e Serra da Estrela, com o objectivo de reflectir sobre o futuro da região.
No encontro, agendado para o Grande Auditório do Teatro Municipal da Guarda, a organização espera juntar cerca de 500 participantes, entre representantes de empresas, associações empresariais, autarquias, instituições de ensino, associações de desenvolvimento, sindicatos, entidades nacionais, regionais e locais, e público em geral.
O evento, que foi apresentado na segunda-feira, dia 3 de Novembro, no decorrer de uma conferência de imprensa realizada nas instalações do NERGA, pretende criar um espaço de reflexão sobre o papel da região, debater os desafios futuros e afirmar a região e sua importância para a competitividade do país.
Rogério Hilário, presidente do CEBSE, referiu que os trabalhos servirão para os empresários reflectirem o futuro da região das Beiras e Serra da Estrela na vertente económica e empresarial e para afirmarem a sua importância no contexto nacional e internacional. “Esta região é, e poderá ser, um novo Litoral de Portugal”, disse, reconhecendo que os empresários merecem “apoio e mais dinâmica” por parte do Governo e do Poder Local, por reconhecer que são as empresas que criam emprego e fazem “a ancoração da população residente”. O responsável assumiu que a região tem potencialidades, mas é necessário ajudar as empresas a reduzir custos com instalações, infra-estruturas, licenciamentos e com “alguma discriminação positiva em termos fiscais”. Já Pedro Tavares, presidente do NERGA, alertou que na região falta mobilidade para que um residente na Guarda, por exemplo, possa ir trabalhar diariamente para a Covilhã “com custos reduzidos”.
O I Fórum Empresarial Beiras e Serra da Estrela inclui a discussão de dois painéis sobre “Beiras e Serra da Estrela - uma região policêntrica com futuro” e “A criação de valor para o desenvolvimento da região”. Os trabalhos começam pelas 10.00 horas, com a sessão de abertura, com a presença de Álvaro Amaro, presidente da Câmara Municipal da Guarda, e de Rogério Hilário, presidente do CEBSE, e de um membro do Governo, a confirmar. Segue-se o painel “Beiras e Serra da Estrela - uma região policêntrica com futuro” com intervenções de Vítor Pereira, presidente da Comunidade Intermunicipal Beiras e Serra da Estrela, Rogério Hilário, presidente do CEBSE, Mário Raposo, vice-reitor da Universidade da Beira Interior, Adelina Martins, Directora Regional da Agricultura e Pescas do Centro e de Ana Abrunhosa, presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro. No segundo painel, sobre “A criação de valor para o desenvolvimento da região”, serão proferidas as intervenções: “A inovação e a investigação como factor de competitividade” (representante da Coficab), “O turismo como catalisador para o desenvolvimento da região” (Luís Veiga, presidente da Associação de Hotelaria de Portugal), “Agricultura, agro-indústria e floresta - uma nova realidade” (Paulo Ribeiro, UNITOM - Sociedade Geral de Comércio, Ld.ª), “O comércio de proximidade e a regeneração urbana” (Miguel Alves, empresário da restauração) e “O artesanato/produtos locais e o seu contributo para o desenvolvimento do território” (Alberto Martinho, da Quinta do Crestelo). Para as 18.30 horas está agendada a leitura das conclusões, seguindo-se a sessão de encerramento dos trabalhos.