Economia


Na segunda edição do Estudo Nacional de Competitividade Regional, recentemente lançada pela Zaask, em parceria com a Universidade Católica Portuguesa, e que contou com a colaboração de 1321 empresários portugueses, as empresas da Guarda registaram a maior evolução dos valores cobrados aos clientes. No estudo anterior, o distrito registou um valor médio cobrado de 2,78, passando agora para primeiro lugar com 3,14 valores (numa escala de 1 a 5) - o melhor resultado nacional. A situação das empresas manteve-se nos 3 pontos, tal como no ano anterior, sendo que as receitas originadas, ao evoluírem de uma média de valores de 2,78 para 3,29, colocam o distrito no Top 3, acima da média nacional. No entanto, a Guarda é o segundo distrito que regista maior dificuldade em encontrar novos colaboradores. O distrito, que se apresentava no 7º pior lugar (2,64), encontra-se agora, de acordo com os empresários, em penúltimo lugar, com um valor médio de 2,29, refere o estudo. E acrescenta: “Apesar de os empresários realizarem uma melhor avaliação económica do distrito (2,29 em 2016, face a 1,89 em 2015), a Guarda continua a ser um dos distritos com o panorama mais pessimista face à media nacional (2,8), ocupando agora o 3º pior lugar”.
Comparativamente ao estudo anterior, é ainda referido que existiu uma melhoria significativa do panorama empresarial português, com 63% dos empresários inquiridos a aconselhar o lançamento de um novo negócio, em contraste com os 49% no ano anterior. De realçar, ainda, que apesar da melhoria significativa da economia nos distritos, foi registado um aumento de 5% (37% em 2015 e 32% em 2016) no grau de dificuldade de recrutamento, relativamente ao ano anterior. Apenas 15% dos empresários portugueses encara esta tarefa com facilidade.
A Zaask realizou, pelo segundo ano consecutivo, o seu Estudo Nacional de Competitividade Regional, através de um inquérito efectuado a 1321 micro, pequenas e médias empresas a operarem em território nacional. A Zaask propôs-se saber, uma vez mais, qual o sentimento dos empresários sobre a competitividade dos respectivos distritos e qual a visão das empresas relativamente à economia nacional e regional. A Zaask é um marketplace online de serviços locais, líder na Península Ibérica. De personal training a pintar uma casa, a Zaask melhora significativamente o processo de contratação de serviços locais, ajudando o cliente a encontrar o profissional certo, a qualquer hora e em qualquer local. Ao mesmo tempo, ajuda os Profissionais e PMEs a aumentar o seu volume de negócios.