Um júri internacional feminino elegeu o Land Rover Defender “Women’s World Car of The Year”,

o que pode ser considerado uma surpresa face ao preço, que é sempre um fator de peso, e às suas características, que por norma são mais apreciadas pelos homens que pelas mulheres.Apesar do preço elevado, 83 058 € na versão 110 e 85 714 € na versão 90, e de ser visto como um bom argumento para quem gosta de aventuras fora-de-estrada, a qualidade da construção, o habitáculo bem equipado, a suspensão pneumática independente de amortecimento variável, capacidade de passagem a vau de 90 cm (máximo), a altura ao solo, que vai dos 218 aos 291 mm e os ângulos máximos de 38º (ataque), 40º (saída) e 28º (ventral) convenceram as juradas a entregar-lhe o prémio máximo, depois de, na primeira votação, ter sido o vencedor da categoria SUV médios.Na votação final, que envolvia os vencedores de cada categoria, o Land Rover Defender (melhor SUV médio) bateu o Peugeot 208 (melhor citadino), o Skoda Octavia (melhor familiar), o Peugeot 2008 (melhor SUV urbano), o Kia Sorrento (melhor SUV grande), o Ford F-150 (melhor 4x4 e pick-up), o Honda e (melhor elétrico), o Lexus LC500 Cabrio (melhor carro de luxo) e o Ferrari F8 Spider (melhor desportivo).