Formentor, nome de um cabo situado na ilha espanhola de Maiorca, foi a designação escolhida pela Cupra para o primeiro modelo desenhado e desenvolvido pela marca, que foi apresentado como “concept” no Salão de Geneve de 2019.


Apesar de estar previsto o lançamento de sete versões, seis das quais surgirão no próximo ano, com destaque para dois modelos híbridos “plug-in”, com potências de 245 cv e 204 cv, a apresentação do Cupra Formentor faz-se com o topo de gama, equipado com um motor que debita 310 cv.No futuro estarão disponíveis versões equipadas com motores de tecnologias diferentes, TSI (gasolina), TDI (diesel) e híbrido “plug-in”, cujas potências variarão dos 150 cv aos 310 cv.Isso fará com que a gama se divide em duas categorias: Cupra Formentor, para as potências abaixo dos 245 cv, e Cupra Formentor VZ, para as potências acima dos 245 cv, com o a designação “VZ” a ser a abreviatura do termo “Veloz” em castelhano.Na designação “Formentor” estão as versões diesel 2.0 TDI de 150 cv e 1.5 TSI de 150 cv, ambas com caixa manual ou a automática DSG, e 2.0 TSI de 190 cv DSG 4Drive e e-Hybrid 1.4 TSI de 204 cv, ambas com transmissão DSG, enquanto da denominação “VZ” é utilizada nas motorizações 2.0 TSI de 245 cv DSG com tração dianteira, e-Hybrid 1.4 TSI de 245cv DSG, ambas com tração dianteira, e 2.0 TSI de 310 cv DSG 4Drive de tração total.Para travar o “Formentor” está equipado com um potenciador elétrico de travagem, que permite recuperar a energia da travagem e garante uma melhor segurança ativa.O novo modelo permite ao condutor optar por cinco tipos de afinação (Comfort, Sport, Individual, Cupra ou Offroad) que permitem uma imediata adaptação da suspensão do tipo de condução escolhido, uma vez que o sistema de tração electro-hidráulico analisa as condições da estrada em tempo real para maximizar a tração, como consequência do binário a ser controlado entre rodas do lado contrário, graças à ação do EDS eletrónico, que trava a rotação da roda sem tração em oposição à roda contrária para que o binário não se perca transversalmente.O “Formentor” procura aliar as características de um SUV com a essência desportiva de um compacto, para o que contribui a escassa distância ao solo, o comprimento do capot e a secção traseira, que o caracteriza como coupé.Na frente destaque para a grande grelha dianteira, equipada com faróis LED, com as luzes de nevoeiro a estarem numa zona inferior, e para as duas entradas de ar, que contribuem para o arrefecimento dos travões.Na traseira referência aos indicadores de direção dinâmicos, para a faixa de luz a toda a largura, para o nome “Formentor” que está inscrito na iluminação traseira e para as quatro saídas de escape.O “design” é reforçado pelos para-choques específicos, “spoiler” traseiro, difusor traseiro e jantes de liga leve de 19”.Três tonalidades mate, quatro cores metalizadas e três cores especiais constituem a panóplia de opções que o comprador tem para personalizar o seu carroAberta a porta, o logo da marca é projetado no chão e os ocupantes dos bancos dianteiros sentam-se em bancos desportivos tipo “bacquet”, assente num plano baixo para maximizar o espaço, com o ecrã táctil de 12”, que permite reduzir o número de botões físicos, a ser a peça central do “tablier”.Os sistemas a bordo incluem o Cruise Control Preditivo Adaptativo, Assistente de Viagem, Assistente de Saída e Lateral e Assistente de Emergência.Destaque para o sistema Assistente de Emergência que, caso não haja reação do condutor ao aviso, faz acionar um toque de travagem para, em caso de continuar a não haver reação do condutor, abrandar o carro até à paragem completa com cativação das luzes de perigo, momento a partir do qual terá de contactar os serviços de emergência através do sistema eCall.Pressionado o botão com o símbolo Cupra no volante e temos uma sonoridade digna de um grande desportivoConduzimos os 310 cv da versão mais desportiva nas estradas retilíneas da Comporta e, se ficámos longe de atingir os limites, retivemos uma certeza: estamos perante uma grande máquina. A Cupra cumpriu com os seus objetivos e este modelo corresponde à exclusividade e inovação que a marca quer transmitir e na estrada a uma experiência dinâmica e intuitiva.Ao que tudo indica, os preços variarão entre os 31 990 € e os 47 030 €.