Fórum debateu segurança das redes eléctricas, das populações e dos espaços florestais

A EDP Distribuição promoveu, no dia 4 de Junho, a II Conferência sobre a Gestão da Vegetação, com o intuito de proporcionar um fórum de discussão de medidas concretas, capazes de garantir a segurança das redes eléctricas, das populações e dos espaços florestais. O evento digital, transmitido em directo, foi acompanhado por mais de 630 pessoas das mais diversas entidades relevantes nesta matéria, nomeadamente ligadas à Academia, Gabinetes Florestais, Empresas e Organismos públicos nacionais e regionais. A abertura da Conferência esteve a cargo do Secretário de Estado da Conservação da Natureza, das Florestas e do Ordenamento do Território.“As medidas que foram recentemente aprovadas em reunião do Conselho de Ministros perseguem este superior desafio: construir espaços rurais bem geridos e ordenados, com a consequente redução dos riscos de incêndio e de pragas, condição maior para a atracção de investimento que, consequentemente, conduzirá a uma exploração sustentável da floresta, criadora de emprego e de rendimento para os pequenos proprietários florestais e geradora de matéria-prima em maior quantidade e qualidade para a indústria, promovendo o aumento da produção nacional e das exportações. Esta visão converge na Missão de proteger as pessoas e bens dos incêndios rurais e valorizar os espaços silvestres, mantendo os ecossistemas em bom estado de conservação através da identificação de orientações estratégicas e respectivos objectivos, para a qual é necessária concretizar de forma persistente um programa coeso de acções e projectos para o período 2020-2030”, garantiu João Catarino.No âmbito do actual Sistema Nacional de Defesa da Floresta Contra Incêndios, a EDP Distribuição tem vindo a constituir faixas de gestão de combustível junto às linhas eléctricas de alta e média tensão, em locais estratégicos previamente definidos nos Planos Municipais de Defesa da Floresta Contra Incêndios, estando o proprietário obrigado a permitir o acesso à propriedade. “Só este ano, serão inspeccionados 26.800 km, intervencionados pontos críticos ao longo de 6.200 km de linhas eléctricas e constituídos mais 10 mil hectares no âmbito da Rede Secundária das Faixas de Gestão de Combustível”, assegurou João Marques da Cruz, membro do Conselho de Administração Executivo da EDP.A conferência juntou investigadores, especialistas e representantes de entidades e instituições ligadas ao sector, nomeadamente Observatório Técnico Independente (OTI), Agência para a Gestão Integrada de Fogos Rurais (AGIF) e Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF).“A procura das melhoras práticas, com vista à segurança das redes eléctricas, da floresta e das populações, deve merecer o empenho de todos, proprietários, empresas, autarquias, infra-estruturas, protecção civil e academia, numa missão conjunta”, referiu João Torres, presidente da EDP Distribuição, no encerramento da II Conferência sobre a Gestão da Vegetação.