Primeiro-Ministro assinou contrato de investimento esta terça-feira


A criação da unidade da Coficab na Guarda foi o primeiro passo do processo de internacionalização do Grupo Elloumi, que deste essa altura tem vindo a aumentar a sua presença em vários pontos do mundo, através da criação de novas unidades industriais, centros tecnológicos de investigação e desenvolvimento, armazéns e representações comerciais.

As obras da nova unidade da Coficab arrancaram ontem, na Plataforma Logística de Iniciativa Empresarial, na Guarda. A nova unidade industrial será 100% direccionada para as novas tendências automóveis na área da electrificação, da conectividade e da condução autónoma.
O projecto vai ocupar 5 hectares e 18 mil metros quadrados de área coberta e está a ser construída pelo consórcio formado pelas empresas Isidro Pires da Silva e Blocotelha.
O Primeiro-Ministro António Costa esteve esta terça-feira, nas instalações da Coficab, em Vale de Estrela, onde assinou um contrato de incentivos fiscais, ao projecto de investimento da nova unidade da Coficab, na Guarda.
A COFDATA irá nascer totalmente vocacionada para o desenvolvimento de cabos de dados e alta voltagem para automóveis com tecnologia 4.0 (electrificação, conectividade, multimédia, internet e condução autónoma).
A nova unidade industrial da Coficab na Plataforma Logística implica um investimento de 29 milhões de euros na fase inicial, bem como a criação imediata de 129 postos de trabalho. João Cardoso, director-geral da Coficab Portugal, adiantou que o número deverá subir para 200 postos de trabalho até 2020. Esta nova aposta da Coficab representa um incremento de cerca de 70 milhões no volume de negócios da empresa.
“Em 2017, a Coficab produziu nas suas unidades industriais, espalhadas por quatro continentes, 25 milhões de quilómetros de fio para a indústria automóvel, sendo uma empresa líder mundialmente reconhecida pela apresentação de soluções de excelência no desenvolvimento e fabrico de fios e cabos para o automóvel”, refere a empresa em comunicado.
O grupo Coficab está presente na Tunísia, Portugal, Espanha, Alemanha, Marrocos, Sérvia, Roménia, Macedónia, México, Honduras, Índia, China e Estados Unidos.

Governo apoia
nova unidade da COFICAB, na Plataforma Logística

O Governo aprovou, na reunião de Conselho de Ministros de 18 de Outubro, as minutas dos contractos fiscais de investimento de quatro empresas, onde se inclui um projecto da unidade da Coficab localizada na Guarda. Foram também aprovadas as minutas dos contractos fiscais de investimento a celebrar entre o Estado e as sociedades comerciais SOMINCOR – Sociedade Mineira de Neves Corvo, LUSO FINSA – Indústria e Comércio de Madeira e TMG – Tecidos Plastificados e Outros Revestimentos para a Indústria Automóvel.
Em relação à Sociedade Coficab Portugal - Companhia de Fios e Cabos, é atribuído um crédito fiscal em sede de IRC de 20% e isenção em sede do Imposto de Selo até ao montante máximo de 5,7 milhões de euros.
O projecto tem um investimento associado de 38,1 milhões de euros, promovendo a criação de 129 postos de trabalho até 31 de Dezembro de 2022 e a sua manutenção, bem como a dos atuais 492 postos, até 31 de Dezembro de 2026.
De acordo com os valores revelados em comunicado emitido pelo Governo, o investimento total é de 390,2 milhões de euros, sendo que serão concedidos apoios através da isenção em sede do Imposto de Selo num valor total de 38,4 milhões de euros, além do crédito fiscal em sede de IRC.
No que diz respeito ao emprego criado, prevê-se que estes projectos dêem origem a 377 novos postos de trabalho.