No dia 12 de Novembro abriu as portas na cidade da Guarda, na Rua Francisco de Passos, n.º 1, junto da Praça Velha

, uma loja da marca de chocolate belga «Pralines Leonidas», por iniciativa do empresário Eugénio Teixeira. “É a primeira loja a abrir no Interior do país, por muita insistência minha”, disse Eugénio Teixeira ao Jornal A GUARDA. “É um conceito novo na cidade, é um estabelecimento que se dedica à venda de chocolate fresco que vem da Bélgica. A «Pralines Leonidas» tem 1.400 lojas em todo o Mundo. É a novidade em Portugal, onde está há menos de um ano”, referiu o responsável.
No novo espaço, os guardenses vão poder provar as diversas variedades de chocolates da marca, bem como tomar café ou chocolate quente, por exemplo, uma vez que dispõe de três mesas e de alguns lugares sentados e funciona como local de degustação. A loja dá também a possibilidade de os clientes levarem o café ou o chocolate para o exterior em copos de take away, já preparados para o efeito. “É um conceito que não existia na Guarda”, disse Eugénio Teixeira. O estabelecimento comercializa bombons à unidade e em caixas. Disponibiliza embalagens com 9, 16 e 32 bombons e vende bombons ao peso em embalagens de 250, 375, 500 e 710 gramas e de um quilo. Para se ter uma ideia dos preços praticados, a caixa de 250 gramas custa 10,50 euros e a de 1 quilo 42 euros. As embalagens “podem ser feitas ao gosto do cliente, com produtos frescos e com chocolates frescos que não têm corantes nem conservantes”, segundo o proprietário. A casa disponibiliza uma grande variedade de bombons: com licores, sem adição de açúcar, de chocolate negro, branco e de leite, de chocolate negro com avelãs, trufas, etc. Também vende tabletes de chocolate, biscoitos e bolachas da marca Leonidas e produtos específicos para crianças (como é o caso dos chupa-chupas).
O estabelecimento abriu as portas nesta época do ano porque o proprietário sempre pretendeu que a inauguração coincidisse com a entrada do Outono ou com o princípio do Inverno, apesar de, futuramente, também trabalhar com produtos de Verão. “Calhou ser no dia 12 de Novembro, o que é uma época interessante, justamente pela proximidade do Natal”, disse. Eugénio Teixeira tem a loja no largo que entre 1 e 25 de Dezembro vai ser o coração do projecto “Guarda: A Cidade Natal” dinamizado pela Câmara Municipal e que atrai anualmente muitos milhares de visitantes. Por isso, acredita que nesta quadra natalícia o espaço poderá ter “uma procura maior por parte dos clientes”. “Não podemos colocar as expectativas muito em alta, mas acredito que haverá mais gente de fora da cidade e isso será bastante interessante”, admitiu.
Nesta fase de abertura, a loja tem um menu promocional que inclui café e bombom (chocolate à escolha do cliente, excepto trufas e especialidades) pelo valor de 1,10 euros. A promoção deve manter-se, pelo menos, até ao dia 27 de Novembro, Dia da Cidade, juntamente com o desconto de 10% na primeira compra que o cliente poderá utilizar para abater na compra seguinte. Em relação aos primeiros dias de funcionamento do espaço, o empresário contou que tem verificado “sobretudo muita curiosidade por parte das pessoas que vêm conhecer”. “Ainda não dá para termos uma ideia se está a correr bem, porque antes do primeiro mês de funcionamento é difícil fazer uma ideia, mas notamos que as pessoas vêm porque gostam e outras pelo conceito. Algumas pessoas já tiveram contacto com a marca na Bélgica, porque é uma marca bastante conhecida”, declarou o proprietário da «Pralines Leonidas» da Guarda, que assegura diariamente o funcionamento do espaço. Refira-se ainda que durante as obras de instalação da loja foram descobertas três colunas em granito, que estavam escondidas na parede virada para a Praça Velha, e foram deixadas à vista.