Vila Nova de Foz Côa | Pocinho

A “Casas do Côro”, do empresário Paulo Romão, concluiu o projecto de reabilitação de uma antiga habitação ferroviária, a dois quilómetros do Pocinho, no troço desactivado da Linha do Douro. O espaço de restauração e cafetaria, a Casa da Linha Férrea - PK 173,822, está localizado numa parcela de terreno de 786 m2, sobranceira ao rio Douro. De acordo com o empresário Paulo Romão, no imóvel (48 m2), e após a realização de obras significativas de adaptação e renovação, com o uso dos materiais tradicionais da região, nasceu uma “sala de refeições”.A evolução do projecto, que surgiu na sequência do contrato de subconcessão assinado entre a IP Património e a empresa Casas do Côro Lda, só foi possível graças à perseverança do seu investidor, sempre com o apoio da IP Património, sendo necessário obter autorizações das várias entidades envolvidas devido à localização de excelência do imóvel, que dispõe de uma vista deslumbrante. Trata-se de “um local abençoado pela natureza em pleno Parque Natural do Douro Internacional, no Alto Douro Vinhateiro da Região Demarcada do Douro, região classificada pela UNESCO como Património da Humanidade, e no Parque Arqueológico do Vale do Côa com os seus sítios de Arte Rupestre do Paleolítico Superior”.A empresa que explora as Casas do Côro, em Marialva, tem previstos para breve novos investimentos em antigas instalações ferroviárias desactivadas da Linha do Douro, entre o Pocinho e Almendra.