Versões eHybrid e R e uma nova carroçaria Shooting Brake, que dá uma nova interpretação ao conceito Variant, aumentam o leque de opções do VW Arteon,

o Gran Turismo de marca de Wolfsburg.A versão eHybrid, que surge pela primeira vez na gama Arteon, oferece propulsão híbrida plug-in de 160 kW (218 cv), enquanto a versão R está equipada com um motor de 320 cv e tração integral de série, com nova gestão seletiva do binário de cada roda.Na fase de lançamento são propostos dois níveis de equipamento (Elegance e R-Line) e dois motores turbodiesel (2.0 TDi de 150 cv e 200 cv) com os preços a variarem entre os 51 300 € (2.0 TDi 150 cv DGS Elegance) e os 55 722 € (2.0 TDi 200 cv DSG R-Line), no caso do Arteon, e entre os 55 722 € (2.0 TDi 150 cv DGS Elegance) e os 56 550 € (2.0 TDi 200 cv DSG R-Lines), no caso da nova versão Shooting Brake.Na versão Shooting Brake o destaque vai para o desenho da traseira, com farolins traseiros em LED, com novo design e luz progressiva, para o aumento da habitabilidade como consequência do aumento da altura interior, em relação à versão anterior, que é de 11 mm à frente de 42 mm atrás, mantendo-se inalterável a largura interior, com a capacidade de carga a variar entre os 565 litros e os 1 632 litros, com o banco traseiro rebatido, com a bagageira a estar equipada com o sistema “Easy Open”, que permite o uso do pé, desde que a chave esteja no bolso do utilizador.Em termos de condução e para explorar todo o potencial que os Arteon dispõem do dispositivo DCC, opcional, que permite ao condutor escolher o modo de condução que quer utilizar, em cada viagem, podendo optar por uma das três versões: “Comfort”, “Eco” e “Sport”.