Mazda


A Mazda inicia 2019 com quatro importantes atualizações, todas elas com novidades ao nível das motorizações SKYACTIV. Para além das gerações 2019 do Mazda CX-3, Mazda CX-5, Mazda6 e Mazda MX-5, o construtor insere o seu bloco SKYACTIV a gasolina em toda a gama de modelos.
O Mazda CX-3 foi lançado em 2015 e depressa se tornou o best-seller da marca, chegando a representar 50% das vendas do construtor nos últimos três anos. Com várias atualizações no design exterior, aplicação de novos materiais no interior e introdução de novos sistemas de segurança como o Advanced Smart City Brake Support (Advanced SCBS), que deteta peões à noite, o Mazda Radar Cruise Control (MRCC) com função Stop & Go e o retrovisor anti encandeamento, o novo Mazda CX-3 está agora disponível na versão a gasolina SKYACTIV-G 2.0 l de 121 cv, com consumo combinado de 6,6 l/100 km, e com o novo motor SKYACTIV-D 1.8 l de 115 cv, com consumo combinado de 5,2 l/100 km, e que abdica da utilização de AdBlue. Ambos podem ser acoplados a transmissões manuais ou automáticas de seis velocidades e o SKYACTIV-D dispõe ainda da versão com tração integral (AWD). Os preços do Mazda CX-3 começam nos 27 032 euros para a versão Diesel e 29 358 euros para a versão a gasolina.
Já o Mazda CX-5, o maior dos SUV do construtor, lançado em 2012, e que representa 25% das vendas anuais, é o modelo Mazda mais vendido na Europa. A evolução foi mais ténue já que este foi o último modelo a receber atualizações mas ainda assim recebe novos materiais e revestimentos no interior, bancos mais volumosos, largos e confortáveis, e com função de ventilação com três níveis quando em pele. Surgem também novos compartimentos de arrumação, portas USB e câmaras com visão 360º. O SKYACTIV-D 2.2 l vê a potência e binário melhorados, e surgem os novos SKYACTIV-G 2.0 l e 2.5 l com 165 e 194 cv, respetivamente, todos cumprindo as novas normas de emissões e homologação para o ciclo WLTP. Os preços do Mazda CX-5 2019 iniciam-se nos 32 383 euros para as variantes 2WD com motor SKYACTIV-G 2.0 l, ou nos 55 224 euros do motor SKYACTIV-G 2.5 l. Na vertente Diesel a nova gama CX-5 arranca nos 36 338 euros do bloco SKYACTIV-D de 150 cv, ou nos 57 999 euros para as versões SKYACTIV-D de 184 cv com sistema AWD.
Quanto ao Mazda6, recebe também ligeiras alterações no exterior e as semelhantes atualizações no interior, onde viu melhorada a insonorização e absorção de vibrações. Recebeu também novos indicadores digitais no painel e sistema de câmaras 360º, tendo ainda cruise control com função de Stop & Go e as luzes LED adaptativas com 20 LEDs por farol. A nova tecnologia Active Driving Display, de série, projeta a informação no para-brisas. O ecrã central do sistema de info-entretenimento passa a ser agora de oito polegadas. Ao nível das motorizações, o SKYACTIV-D 2.2 l vê a potência e binário melhorados, e surgem os novos SKYACTIV-G 2.0 l e 2.5 l com 140 e 194 cv, respetivamente, todos com homologação para o ciclo WLTP. O primeiro tem um consumo combinado a partir de 5,1 l/100km e o segundo anuncia um consumo combinado a partir de 6,7 l/100km.
O motor SKYACTIV-G 2.5 l apresenta um consumo combinado a partir de 7,4 l/100km e permite a desativação de cilindros, reduzindo o consumo de combustível a uma velocidade constante de 80 km/h.
Por fim, o Mazda MX-5, recebe novas jantes, nova lona castanha para as versões soft-top, ajuste telescópico da coluna de direção, sistema de reconhecimento de sinais de trânsito, sistema de travagem inteligente em cidade, sistema de aviso de saída da faixa de rodagem e câmara de estacionamento traseira. As motorizações SKYACTIV-G 1.5 l e 2.0 l melhoraram em combustão, aceleração e sonoridade. O bloco maior tem agora mais 24 cv, atingindo assim os 184 cv. A versão soft-top começa nos 25 302 euros e o RF (hard-top) começa nos 29 908 euros, ambos com o motor 1.5 l e 132 cv. O 2.0 l de 184 cv começa nos 39 667 euros ou 42 192 euros, soft-top ou hard-top respetivamente.