Primeiro modelo da marca do Biscione desde 2016, o Alfa Romeo Tonale tem como alvo principal e bitola o BMW X1.

A história da Alfa Romeo está espalhada pelo Tonale: nas jantes “telefone dial” que lembram o 33 Stradale, no painel de instrumentos binocular e em outros detalhes. Não esconde a influência do Stelvio e leva a Alfa Romeo para o mais popular e lucrativo segmento do mercado europeu.
O grande adversário do Tonale – escolhido pela Alfa Romeo – é o BMW X1 e o objetivo é começar a incrementar as vendas da casa de Arese antes da passagem á mobilidade 100% elétrica.
O primeiro modelo novo da Alfa Romeo desde 2016, ano em que foi lançado o Stelvio, é também o primeiro modelo debaixo da nova organização Stellantis e com Jean-Philippe Imperato à frente dos destinos de uma das míticas marcas do universo automóvel.
Tonale é o nome de uma estrada montanhosa (mountain pass) e dá nome a um carro que surgiu como protótipo em 2019 no Salão de Genebra. O carro tem como base a FCA Small Wide Platform, a mesma dos Jeep Renegade e Compass e será produzido em Pomigliano, sudeste da Itália. Estará à venda em junho.
Com o Tonale, a Alfa Romeo dá os primeiros passos na eletrificação, pois oferecerá uma versão híbrida Plug-In e uma variante híbrida de 48 volts.
Com a colaboração da Amazon, o Tonale terá um novo sistema de info-entretenimento com a assistente de voz “Alexa” e a atividade do veículo será registada em tecnologia NFT (certificado digital que define originalidade e exclusividade). Diz a Alfa Romeo que é estreia mundial no segmento.
Como Jean-Philippe Imparato (CEO da Alfa Romeo) já tinha referido anteriormente, a Alfa Romeo usa a BMW como bitola e por isso o rival do Tonale é o X1 que também é proposto com motores a gasolina, diesel e PHEV.
Para referência, o BMW X1, sozinho, vendeu 90 330 unidades, o dobro do resultado da Alfa Romeo em 2021. E para compreender a importância do segmento, o modelo mais vendido foi o Volvo XC40 com 120 942 unidades, seguido do BMW X1 e do Audi Q2 (53 962 veículos). Audi Q3 (51 311) e Mercedes-Benz GLA (46 727) fecharam o Top 5 de vendas no segmento no Velho Continente. O volume deste segmento ronda os 2,5 a 3 milhões de unidades.
Recordamos, também, que a primeira coisa que Jean-Philippe Imperato fez quando chegou à Alfa Romeo vindo da Peugeot, foi parar o projeto Tonale e como ele diz “quisemos ter a certeza de que o Tonale ostentasse uma qualidade perfeitas desde o dia 1, mas também que fossemos capazes de oferecer uma conectividade e interface com os utilizadores topo de gama.”
O Alfa Romeo Tonale tem um painel de instrumentos com 12,3 polegadas, outro de 10,25 polegadas para o sistema multimédia juntando a tudo isto condução autónoma de nível 2. Tem ainda, e como seria de esperar, sistema de travagem de emergência autónoma e controlo do ângulo morto.
O novo SUV da Alfa Romeo receberá um bloco de 1.5 litros a gasolina com híbrido que usa tecnologia de 48 volts e vai debitar 130 cv. O mesmo do Jeep Renegade e Compass. Mais tarde, este motor receberá um turbo de geometria variável que aumentará a potência para os 260 cv. Já a versão com o sistema híbrido plug-in terá um total de 275 cv com autonomia elétrica de 60 km. A versão Diesel tem um motor de 1.6 litros com 130 cv.