Taça Internacional com Suíços, franceses e espanhóis


A 24 e 25 de Agosto, O Drift está de regresso à cidade de Pinhel. A iniciativa é organizada pela Câmara Municipal de Pinhel e Clube Escape Livre. A prova pontua, pelo segundo ano, para o Campeonato de Portugal de Drift, e volta a adicionar a Taça Internacional com pilotos suíços, franceses, espanhóis e portugueses.
A segurança vai ser uma das principais apostas da prova do Campeonato de Portugal de Drift e da Taça Internacional de Drift que decorrem em Pinhel, nos dias 24 e 25 de Agosto. Tanto Rui Ventura, presidente do Município de Pinhel, como Luís Celínio, presidente do Clube Escape Livre, destacaram a segurança como elemento chave do sucesso da iniciativa que está a fazer de Pinhel a capital do drift.
“Na edição deste ano, vamos reforçar a questão da segurança” disse Rui Ventura, na apresentação da prova que decorreu na Guarda, no dia 17 de Julho, nas imediações do Intermarché da Guarda.
A prova que “está a marcar Pinhel” integra, pelo segundo ano, o Campeonato de Portugal de Drift, sendo a terceira prova efectiva do calendário, após a anulação da primeira, o Circuito de Guilhabreu. “Seria excelente que o piloto de Pinhel pudesse ganhar a prova”, disse Rui Ventura.
A Taça Internacional, uma demonstração de Drift à margem do campeonato, mas com as pontuações retiradas dos lugares obtidos naquela competição, também acontece pela segunda vez em Pinhel.
Luís Celínio destacou “Pinhel como capital do Drift”, este ano com pilotos de Espanha, França, Suíça e Portugal a participar na Taça Internacional. “Queremos uma pista mais segura, para que o público possa acorrer em maior número e com mais segurança”, destacou.
O programa começa às 9.30 horas de sábado, com a recepção de boas vindas seguida dos treinos livres para o Campeonato de Portugal de Drift. As qualificações têm início às 15.45 horas. O dia termina com um jantar regional destinado à confraternização entre pilotos, organizadores, famílias e mecânicos. No domingo, o Campeonato de Portugal prossegue a partir das 11.00 horas, estando a entrega de prémios agendada para o final da tarde.
Durante a apresentação do evento, Rui Ventura adiantou que a construção de um autódromo em Pinhel “continua a ser um sonho” que tem o projecto pronto mas “só avançará se houver financiamento”.
No final, o piloto Rui Pinto, da equipa CN Racing, realizou uma demonstração de drift e alguns co-drives. A FPAK e o promotor do campeonato, o CAM, marcaram presença através de Isaac Pedroso e Tiago Cruz, respectivamente.
O Drift de Pinhel 2019 é uma organização do Município de Pinhel e do Clube Escape Livre e tem o apoio do Turismo do Centro de Portugal.