A prova inaugural do Campeonato de Portugal de Ralis não foi a ideal para as aspirações da ARC Sport.

Os campeões nacionais Ricardo Teodósio e José Teixeira terminaram no terceiro lugar do pódio e perceberam que podem fazer muito melhor.  Ricardo Teodósio, em Skoda Fabia R5 Evo, esteve sempre na discussão das primeiras posições, chegando a vencer duas especiais de classificação. Contudo, o piloto algarvio manteve uma condução mais cautelosa e não alcançou o resultado desejado. A agradável surpresa partiu de Miguel Correia e Pedro Alves, em Skoda Fabia R5, terminando no “top 5” do CPR. Já Paulo Neto e Vítor Hugo, pela primeira vez aos comandos de um carro da categoria R5, mostraram grande adaptação ao novo carro, mas tiveram de lidar com uma penalização e dois furos, que impediram a equipa de continuar em prova, já na reta final do rali. Apesar de tudo, foi um excelente ensaio com o Skoda Fabia e com tempos extremamente positivos. Para Augusto Ramiro este foi apenas o rali possível, e não a forma idealizada para começar o campeonato. No entanto, retiraram-se bons indicadores para uma longa e muito competitiva época. A vitória deste primeiro rali do campeonato coube assim à dupla Armindo Araújo e Luís Ramalho, em Skoda Fabia R5, preparado pela The Racing Factory, seguida de Bruno e Carlos Magalhães, em Hyundai i20 R5, e da dupla Ricardo Teodósio e José Teixeira. No quarto lugar ficou a dupla José Pedro Fontes/Inês Ponte em Citroën C3 R5.