Guarda


Na sexta-feira, 3 de Julho, pelas 15.00 horas, na Sala Tempo e Poesia da Biblioteca Municipal Eduardo Lourenço, na Guarda, terá lugar a sessão de entrega do Prémio Eduardo Lourenço à escritora Agustina Bessa-Luís A sessão contará com as intervenções do presidente da Câmara Municipal da Guarda e membro da Direcção do Centro de Estudos Ibéricos, Álvaro Amaro, do Director Honorífico do Centro de Estudos Ibéricos, Eduardo Lourenço, e do Secretário de Estado da Cultura, Jorge Barreto Xavier. O elogio à premiada estará a cargo de Anamaria Filizola, profunda conhecedora da obra de Agustina Bessa-Luís.
O Prémio anual, que tem o nome do ensaísta Eduardo Lourenço, destina-se a galardoar personalidades ou instituições com intervenção relevante no âmbito da cultura e cooperação ibéricas. O júri decidiu atribuir o Prémio a Agustina Bessa-Luís em reconhecimento da sua grande projecção nacional e internacional, expoente máximo da cultura portuguesa e ibérica, e valorizou na sua obra a profunda consonância com a grande tradição cultural ibérica, capaz de integrar e compreender Cervantes e Fernão Mendes Pinto, Nuno Gonçalves e Vélasquez.
Nesta edição o júri foi constituído pelos membros da direcção do Centro de Estudos Ibéricos (presidente da Câmara Municipal da Guarda, reitor da Universidade de Coimbra e reitor da Universidade de Salamanca) e por mais oito personalidades (Valentín Cabero e Fernando Rodríguez de la Flor - professores da Universidade de Salamanca - Manuel Santos Rosa e Pedro Pita - professores da Universidade de Coimbra - e três personalidades convidadas, Santos Justo e Pedro Bingre do Amaral - indicados pela Universidade de Coimbra - e José Luis Puerto - indicado pela Universidade de Salamanca).
Personalidades de relevo de Portugal e de Espanha já foram galardoadas nas anteriores edições: Maria Helena da Rocha Pereira, professora Catedrática de Cultura Greco-Latina (2004), Agustín Remesal, jornalista (2006), Maria João Pires, pianista (2007), Ángel Campos Pámpano, poeta (2008), Jorge Figueiredo Dias, professor Catedrático de Direito Penal (2009), César António Molina, escritor (2010), Mia Couto, escritor (2011), José María Martín Patino, teólogo (2012), Jerónimo Pizarro, professor de Literaturas Hispânicas (2013) e Antonio Sáez Delgado, professor e investigador (2014).