Centro de Estudos Ibéricos


As candidaturas à 20ª edição do Prémio Eduardo Lourenço, galardão destinado a distinguir personalidades ou instituições com intervenção relevante no âmbito da Cultura, Cidadania e Cooperação Ibéricas, estão a decorrer até 28 de Março.
Instituído em 2004 para homenagear Eduardo Loureço, mentor do CEI – Centro de Estudos Ibéricos, o Prémio, no montante de 7.500 euros, será atribuído por um júri constituído pelos membros da Direcção do Centro de Estudos Ibéricos (Reitor da Universidade de Coimbra, Reitor da Universidade de Salamanca e Presidente da Câmara Municipal da Guarda) e por mais oito elementos (representantes das Comissões Executiva e Científica do CEI e quatro personalidades convidadas pelas duas Universidades).
O Prémio Eduardo Lourenço tem vindo a distinguir personalidades e instituições de relevo de Portugal e Espanha, destacando-se, entre outros, a pianista Maria João Pires (2007), os escritores César António Molina, (2010), Mia Couto (2011), Agustina Bessa-Luís (2015) e Luis Sepúlveda (2016) e Lídia Jorge (2023), os professores Maria Helena da Rocha Pereira (2004), Jerónimo Pizarro (2013), Carlos Reis (2019), Valentín Cabero Diéguez (2022), e a Fundação José Saramago (2021).
Qualquer instituição ou pessoa pode enviar propostas de candidatura para o Centro de Estudos Ibéricos, até 28 de Março.