Guarda | Centro de Estudos Ibéricos


A entrega do Prémio Eduardo Lourenço 2021 à Fundação José Saramago estava marcada para esta terça-feira, dia 13 de Setembro, na Biblioteca Municipal Eduardo Lourenço, na Guarda. Na sessão estava prevista a entrega do galardão à presidente da instituição, Pilar del Rio, pelo presidente da Câmara da Guarda, Sérgio Costa e pelo ministro da Educação, João Miguel Marques da Costa.
De acordo com o programa, a cerimónia contava também com as intervenções dos representantes das instituições que integram o Centro de Estudos Ibéricos: Câmara Municipal da Guarda, Universidade de Coimbra, Universidade de Salamanca e Instituto Politécnico da Guarda e com o elogio à Fundação premiada por Carlos Reis, professor catedrático da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra e Comissário das Comemorações do Centenário de José Saramago e ainda Prémio Eduardo Lourenço em 2019.
Recorde-se que este prémio está destinado a galardoar personalidades ou instituições com intervenção relevante no âmbito da Cultura e Cooperação ibéricas, e corresponde ao valor pecuniário de sete mil e quinhentos euros. Foi atribuído por um júri constituído pelos membros da Direcção do Centro de Estudos Ibéricos e por mais oito personalidades. O referido Júri reconheceu o importante trabalho da Fundação José Saramago, que corporiza nos seus actos e princípios a ideia livre e criativa de um iberismo cultural e afectivo. Constituída pelo próprio escritor e Prémio Nobel de Literatura em 2007, a Fundação tem desempenhado um papel relevante na promoção da cultura em Portugal e em Espanha e na defesa e difusão da Declaração Universal dos Direitos Humanos em todo o mundo.
Foram premiados em edições anteriores as seguintes personalidades de Portugal e Espanha: Maria Helena da Rocha Pereira, Professora Catedrática de Cultura Greco-Latina (2004), Agustín Remesal, Jornalista (2006), Maria João Pires, Pianista (2007), Ángel Campos Pámpano, Poeta (2008), Jorge Figueiredo Dias, Professor Catedrático de Direito Penal (2009), César António Molina, Escritor (2010), Mia Couto, Escritor (2011), José María Martín Patino, Teólogo (2012), Jerónimo Pizarro, Professor e Investigador (2013), Antonio Sáez Delgado, Professor e Investigador (2014), Agustina Bessa-Luís, Escritora (2015), Luis Sepúlveda, Escritor (2016), Fernando Paulouro das Neves, Jornalista e Escritor (2017), Basilio Lousada Castro, Escritor (2018), Carlos Reis, Professor e Investigador (2019), Ángel Marcos de Dios, Professor e Investigador (2020).