Fundão | Castelo Novo


Está a decorrer, em Castelo Novo, concelho do Fundão, o Festival de Música de Castelo Novo. A iniciativa começou esta segunda-feira 25 de Julho e termina Domingo, 31 de Julho.
O festival, organizado pelo Município do Fundão, com o apoio da Junta de Freguesia de Castelo Novo, da Associação Sócio Cultural de Castelo Novo e da Antena 2, abarca atividades turísticas, teatro, ensino e concertos.
Até 30 de Julho, terá lugar o “Early Music Summer Camp”, coordenado pelas professoras Helena Raposo e Ana Figueiras, respectivamente alaudista e flautista, num campo de verão em que os participantes trabalham num projecto de música antiga e, ao mesmo tempo, estão envolvidos em actividades de lazer em que podem usufruir dos magníficos espaços naturais da aldeia. O culminar das actividades será no dia 30 de Julho, às 15.30 horas, com um concerto na Igreja Matriz de Castelo Novo.
Na sexta-feira, dia 29 de Julho, às 22.00 horas, no Bosque do Alardo, terá lugar o espectáculo “Chamaram-lhe Mulher”, com criação e interpretação de Yola Pinto, movimento e dramaturgia de Patrycja Gabrel (voz), Ana Castanhito (harpa de duas ordens) e Helena Raposo (teorba e guitarra barroca). Neste espectáculo “música, palavra e movimento confluem numa homenagem ao feminino”.
No sábado, dia 30 de Julho, às 11.00 horas, no Largo da Lagariça, irá decorrer um concerto ao ar livre, com Eduardo Ramos, cantor e tangedor de “Úd”, o alaúde árabe, num concerto em que será acompanhado pelo percussionista Tiago Rego, com “Darkuba” e “Bendir”. No concerto intitulado “As três culturas da Península Ibérica medieval – Árabe, Judia e Cristã” serão apresentadas cantigas árabes, judias sefarditas e galaico-portuguesas.
Relativamente a concertos, também no sábado, dia 30 de Julho, às 22.00 horas, na Igreja Matriz de Castelo Novo, irá apresentar-se o agrupamento “O Bando do Surunyo”, dirigido pelo alaudista Hugo Sanches. Nesse concerto, intitulado “ha Enselada Ibérica – As conexões musicais peninsulares nos séculos XVI e XVII”, serão interpretadas obras de autores ibéricos dos referidos séculos”.
Ainda no sábado, dia 30 de Julho, irá decorrer, às 17.30 horas, na Galeria de Arte Manuela Justino, a Exposição Mulheres da Terra de Vânia Fonseca, com prova de degustação de vinhos da terra. Às 19.00 horas, no Salão da Associação Sociocultural de Castelo Novo, irá decorrer um jantar com a Comunidade Arroz Tostado de Castelo Novo.
No domingo, dia 31 de Julho, às 10.30 horas, nos Antigos Paços do Concelho, irão decorrer as Conversas e Pequeno-Almoço, com Cristiano Holtz e Miklós Spanyi e a escritora portuguesa Isabela Figueiredo. A conversa, moderada por Pedro Rafael Costa e Elsa Ligeiro, será em torno do clavicórdio, cravo e “pianoforte”, assim como de um texto escrito na Gardunha. A participação nesta iniciativa terá o custo de três euros, com inscrição obrigatória no Posto de Turismo.
Às 15.30 horas do dia 31 de Julho, na Igreja Matriz de Castelo Novo, Cristiano Holtz e Miklós Spanyi irão protagonizar um dueto de cravo e “pianoforte”, tendo como figura principal, o compositor Carl Philip Emmanuel Bach.