Figueira de Castelo Rodrigo


Está patente ao público, na Casa da Cultura de Figueira de Castelo Rodrigo a exposição de José Pedro Marnoto “Nove Meses de Inverno e três de Inferno”.
“Na viragem do século e por pouco mais de uma década, a vida encaminhou-me para as terras do Douro e Trás-os-Montes no nordeste de Portugal, onde acabei por viver e trabalhar. Tal despoletou um processo de introspecção pessoal, a questionar certezas cada vez mais acomodadas na planura do mundo. E assim, a cidade ficava para lá do horizonte, e de mim”, refere o autor sobre a exposição.
José Marnoto nasceu na cidade do Porto, tendo concluído a formação académica na área da fotografia no Reino Unido em meados dos anos 1990, desenvolveu ao longo dos anos um trabalho na área documental em paralelo como meio de exploração pessoal. Estendendo as suas ferramentas de trabalho da fotografia ao vídeo, a sua abordagem pretende ser um exercício íntimo de consciencialização, com os seus projectos reflectindo sobre questões de identidade e da condição humana dentro de uma perspectiva ambiental e sociológica. A exposição pode ser visitada de segunda a sexta-feira, das 9.00 às 12.30 horas e das 14.00 às 17.30 horas.