Guarda


Eugénio de AndradeA Biblioteca Municipal Eduardo Lourenço (BMEL) inicia o ano de 2017 dedicando o destaque do mês de Janeiro ao poeta Eugénio de Andrade. Nesse âmbito, a Biblioteca programou duas exposições, uma conferência, uma oficina de expressividade discursiva, uma conversa com Arnaldo Saraiva sobre o documentário “Coração habitado”, a exibir na altura, e sessões de contos para os mais novos a partir da obra “Aquela nuvem e outras”. Eugénio de Andrade, natural da Póvoa da Atalaia, Fundão, foi um dos maiores poetas portugueses contemporâneos, tendo obras publicadas em várias línguas. A sua vida literária teve início em 1939, ao publicar “Narciso”, o seu primeiro poema. Em 1942 lança o primeiro de muitos dos seus livros, que valeram ao poeta diversas distinções entre as quais o Grau de Grande-Oficial da Ordem Militar de Santiago da Espada e a Grã-Cruz da Ordem do Mérito, bem como o Grande Prémio da Poesia da Associação Portuguesa de Escritores e o Prémio Camões.
As iniciativas iniciam-se hoje, dia 5 de Janeiro, com a abertura ao público das exposições “Eugénio de Andrade: a raiz das palavras”, uma mostra bibliográfica composta por algumas das obras mais marcantes do autor, por referências na imprensa, em enciclopédias e noutras publicações e “Variações sobre o corpo: homenagem de José Rodrigues a Eugénio de Andrade”, composta por 26 desenhos do artista plástico José Rodrigues. “Coração habitado” é o nome do documentário sobre Eugénio de Andrade, a exibir no dia 6, às 18.00 horas, após uma introdução ao mesmo por Arnaldo Saraiva. Neste documentário, feito por Arnaldo Saraiva e pela Fábrica das Imagens para o Instituto Português do Livro e da Leitura, são exibidos depoimentos e contributos de poetas e ensaístas, acompanhando ainda o poeta num roteiro de memórias e locais marcantes na sua vida. Já no dia 19, pelas 18.00 horas, o professor da Universidade do Minho e autor da obra “A metáfora em Eugénio de Andrade”, Carlos Mendes de Sousa, estará na BMEL para proferir a conferência “Eugénio de Andrade: no prato da balança um verso basta”, tema inspirado, segundo o conferencista, nos dois versos que abrem o livro com o título “Ofício de Paciência: No prato da balança um verso basta/para pesar no outro a minha vida”. Ainda no âmbito do ciclo dedicado a Eugénio de Andrade, realiza-se no dia 21 de Janeiro, das 9.00 às 17.00 horas, uma oficina sobre expressividade discursiva, destinada a actores, declamadores, professores e locutores. A oficina será orientada pelo actor residente do Teatro Nacional D. Maria II, encenador e professor de voz e dicção João Grosso, que fará, às 18.00 horas, uma apresentação pública do trabalho desenvolvido, à volta de poemas de Eugénio de Andrade.
Os mais novos também terão a oportunidade de contactar com a obra do poeta. “Aquela nuvem e outras”, de Eugénio de Andrade, é o livro escolhido para dar a conhecer às crianças dos Jardins de Infância, das escolas do 1.º CEB e das ATL’s, nas sessões da Quinta dos Contos de Janeiro, nos dias 12 e 26.
Para além do destaque do mês serão apresentadas na BMEL duas obras. No dia 14, às 16.00 horas, será apresentado o livro “Bairro da Caixa”, do autor Carlos Adaixo. No dia 28, também às 16.00 horas, será apresentado “Insustentável saudade”, o primeiro romance de Jorge Afonso. A apresentação da obra será feita por Julia Galli e terá Florbela Rodrigues como oradora convidada. Janeiro será ainda um mês de forte actividade no que respeita ao projecto promoção e divulgação dos autores locais “A Terra da Escrita”. Assim, nos dias 5, 18 e 26, alunos do 5.º ano do 2.º CEB, das escolas St.ª Clara e Carolina Beatriz Ângelo visitam a Tipografia do Outeiro de S. Miguel, única tipografia activa na Guarda. Já nos dias 13, 16, 18, 23, 25 e 30 realizam-se sessões da Oficina de Encadernação destinada a alunos do 3º ano do 1.º CEB. Por fim, no dia 27, às 10.00, 11.30 e 14.30 horas, o escritor manuel a. domingos (autor em destaque na edição deste ano lectivo) marca encontro com alunos da Escola Secundária Afonso de Albuquerque e da Escola Básica de S. Miguel. No que respeita às iniciativas mensais de promoção do livro e da leitura, no dia 7, às 16.00 horas, terá lugar mais um encontro mensal de “Em família… na biblioteca”. Quanto à iniciativa “Quem conta um conto… acrescenta um conto”, realiza-se dia 11, no Lar e Centro de Dia do Porto da Carne.