Apresentação de Livros, Baladas e Fados de Coimbra

 

A Biblioteca Municipal Eduardo Lourenço, na Guarda, promove no próximo dia 17, pelas 18.00 horas, o lançamento do último livro de Eduardo Sucena, “Guarda: a minha montanha mágica”.

Um livro onde o autor começa por apresentar “uma evocação da vida da cidade mais alta e de algumas das suas personalidades, numa altura em que a Europa se desmoronava (Segunda Guerra Mundial) e Portugal, apesar de neutral, sofria os seus efeitos. Na segunda parte estão reunidos vários escritos, entre os quais um sobre Nuno de Montemor”.

Eduardo Sucena, que faleceu a 30 de Dezembro do ano passado, nasceu na Guarda e frequentou o Liceu Nacional da cidade onde, com alguns companheiros, fundou o jornal académico “A Cabra”. Da sua bibliografia destaca-se “Lisboa, o fado e os fadistas” e “Calvário e glória de Camilo”.

O grupo Desassossego encerrará o ciclo dedicado a Monteiro da Fonseca, no dia 21, às 21.00 horas, com  o fado de Coimbra da autoria do escritor Monteiro da Fonseca: “Capas ao Vento”, para além de outros fados e baladas.

Desassossego é constituído por 6 jovens estudantes da Universidade de Coimbra, surge embrenhado no ambiente saudosista, romântico e tão singular da Academia de Coimbra e tem como objectivo relembrar e dar continuidade à mensagem e à música de Artur Paredes, José Afonso, Luíz Goes, entre outros.

No dia seguinte, 22 de Fevereiro, realizam-se três sessões de apresentação do livro e audiolivro “Os Lusíadas como nunca os ouviu”, ditos pelo actor António Fonseca, às 10.30 e 15.00 horas, para alunos do 3º CEB e às 18.00 horas para o público em geral.

Trata-se de uma interpretação integral de "Os Lusíadas”, que conta com a participação de comunidades lusófonas espalhadas pelo mundo. Uma gravação conjunta com 44 vozes de Goa, Timor, Moçambique, Angola, Brasil,… .

As exposições “Mitos” e “António Monteiro da Fonseca e o seu mundo” podem ainda ser visitadas até ao final do mês.