Publicações

Acaba de ser publicado o livro “Mocidade Portuguesa uma narrativa cronológica, 1940-1974”, da autoria de António Nabais Caldeira. Dividido por capítulos, correspondendo ao exercício dos sucessivos Comissários Nacionais, desde o Prof. Marcello Caetano, nomeado em Agosto de 1940, até ao Eng.º Manuel Lourenço Antunes, em funções aquando da extinção do movimento, em 25/04/1974, o organizador, António Nabais Caldeira, coligiu, ao longo de 500 páginas, uma abundante e isenta informação sobre muitas das iniciativas que a Mocidade Portuguesa promoveu na Nação Portuguesa, então esparsa por quatro continentes. Pelo meio, encontram-se notas alusivas a efemérides de índole histórica e politica que, se não dizem directamente respeito à Mocidade Portuguesa, ajudam a recriar as condições em que se fundou a sua existência, destinada a estimular a formação integral da juventude, procurando dar à gente moça vigor físico, saúde moral e uma consciência cívica inspirada no ideal patriótico, cultivando a camaradagem, lealdade, aprumo, dignidade pessoal, culto da honra e do bem comum, realçando as mais importantes datas e acontecimentos da História de Portugal. Com esta iniciativa editorial, o “GUIÃO, Centro de Estudos Portugueses” dá seguimento ao projecto iniciado por António Maria Zorro quando publicou o livro “Chama Inquieta”, onde abordou o período inicial da Mocidade Portuguesa, da fundação (1936) até 1940. A apresentação pública estava marcada para esta quarta-feira, dia 6 de Outubro, em Lisboa, no salão nobre do Palácio da Independência, simbolicamente escolhido por ali ter sido a sede do Comissariado Nacional.