Guarda – Biblioteca Municipal Eduardo Lourenço


A Câmara da Guarda, através da Biblioteca Municipal Eduardo Lourenço, e a Comissão Executiva da Candidatura da Guarda a Capital Europeia da Cultura 2027 promovem, esta sexta-feira, dia 8 de Novembro, uma conferência no âmbito do Ciclo de Conferências Internacionais - A Europa dos Escritores. O romancista, poeta, ensaísta e professor italiano Andrea Molesini vai falar sobre “A Europa e a guerra na literatura. De Homero à actualidade”.
A conferência está marcada para as 17.30 horas, no Pequeno Auditório do Teatro Municipal da Guarda.
Andrea Molesini vive em Veneza, onde nasceu. Ensinou Literaturas Comparadas na Universidade de Pádua. Da sua obra ensaística destacam-se “On That Invisible Line. Five Lectures”, (Venezia, Cafoscarina, 2006) e “L’occhio rapace”. “Interventi critici” (Venezia,2009), tendo publicado também um volume de crítica sobre a literatura da “Shoà: Nero latte dell’alba”. Publicou alguns livros de recepção infanto-juvenil, com grande sucesso, e alguns livros de poesia como “Storia del retorno” (1997) e “39 poesie” (2004).
É no romance que tem tido mais sucesso a sua obra junto do grande público, sendo ainda totalmente desconhecida em Portugal. Com o romance “Nem todos os bastardos são de Viena - Non tutti i bastardi sono di Vienna”, Sellerio, (2010), traduzido em várias línguas. Principais prémios recebidos: em 1990 - Quando ai veneziani crebbe la coda Premio Andersen; em 1999, - Premio Andersen alla carriera; 2007 - Dal diario del tradurre di Andrea Molesini: Premio Monselice per la traduzione letteraria; 2011, Non tutti i bastardi sono di Vienna: Premio Campiello e Super- Campiello, Premio Comisso, Premio Latisana per il Nord Est e Premio Città di Cuneo per il primo romanzo.
Em maio de 2013, a Sellerio publicou o seu segundo romance, “La primavera del lupo”, em 2014 “Presage”, a que se seguiram “La solitudine dell’ assassino” (Milano, Rizzoli,2016) e “Dove un’ombra sconsolata mi cerca” (Sellerio, 2019).
O Ciclo de Conferências Internacionais A Europa dos Escritores conta com o apoio do Centro de Literaturas e Culturas Lusófonas e Europeias da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e a coordenação científica de Jorge Augusto Maximino.