Tombaram em França:

Manuel Dias (soldado, Albardo), José Ferreira (1.º cabo, Arrifana), Elísio Gil (soldado, Benespera), José Vicente (soldado, Carvalhal), Manuel Diogo e Manuel Esteves (soldados, Casal de Cinza), Gerardo Saraiva (soldado, Castanheira), José Venâncio, (soldado, Famalicão), Bernardino Alves (soldado, Panoias de Cima), Miguel da Cruz (soldado, Pera do Moço), Joaquim Lourenço (soldado, Porcas/Vale de Estrela), António Martins (soldado Porco/Aldeia Viçosa), João Jacinto (soldado, Ramela), José Gonçalves (soldado, São Pedro do Jarmelo), José Saraiva (1.º cabo, São Pedro do Jarmelo), Joaquim Bernardo (soldado, São Vicente), Francisco Serrano (soldado, Trinta), Avelino Cunha (2.º sargento, Valhelhas), José Joaquim de Matos (soldado, Videmonte), David Bernardo (soldado, Vila Garcia) e Francisco Cândido (soldado, Vila Soeiro). Em Moçambique morreram: Manuel Aires (soldado, Casal de Cinza), Mateus dos Santos (soldado, Famalicão), José Joaquim Fajardo (soldado, Guarda), Joaquim Inácio (soldado, Guarda), Alfredo Saraiva (soldado, São Pedro do Jarmelo), Pompeu Cardoso (São Vicente) e Albano de Oliveira (soldado, Valhelhas). Em Angola faleceram: Manuel de Oliveira, (soldado, Espinhal), António Bernardo (soldado, Pera do Moço), António José (soldado, Prado) e Júlio Newton (tenente, Sé).