O Instituto Politécnico da Guarda (IPG) integra o grupo de 20 instituições de ensino superior com as quais o grupo Águas de Portugal (AdP) assinou, na passada semana, um protocolo para a cooperação em áreas como o tratamento de águas residuais e a gestão do risco de inundações e secas.


O referido protocolo de cooperação técnica e científica incide na formação de capacitação técnica e estudos de investigação em abastecimento de água, saneamento e gestão de resíduos. O Presidente da AdP, Afonso Faria, comentou que se pretende “reforçar a ligação entre o mundo académico e empresarial no sentido de beneficiar das potencialidades de ambos. O grande objetivo é gerar conhecimento que possa resultar em ganhos para os utilizadores destes tipos de serviços”.
Como foi dado a conhecer, esta cooperação incidirá em nove áreas prioritárias, nomeadamente a reutilização e tratamento de águas e de águas residuais, transporte e gestão do risco relativo a inundações e secas. “Neste momento existem já alguns projetos no terreno que têm vindo a ser desenvolvidos. A ideia é alargar estes projetos de investigação a outras áreas”, acrescentou Afonso Faria.