Despedida emotiva em Vila Mendo e Vila Fernando

Foi uma despedida emotiva e muito sentida que as gentes de Vila Mendo, Vila Fernando e de muitos lugares do concelho da Guarda e não só, prestaram a Tiago Gonçalves, que foi a enterrar esta terça-feira, 21 de Julho, no cemitério de Vila Fernando, concelho da Guarda. O jovem advogado Tiago Gonçalves, natural de Vila Mendo, freguesia de Vila Fernando, morreu na manhã de sábado, 18 de Julho, menos de uma semana depois de ter dado entrada no Hospital da Guarda de onde foi transferido para os hospitais de Coimbra.O cortejo fúnebre passou por Vila Mendo, onde familiares e amigos (Associação Cultural e Recreativa de Vila Mendo) se “despediram” de Tiago Gonçalves, seguindo depois para Vila Fernando. A Câmara Municipal da Guarda decretou um dia de Luto Municipal (segunda-feira, 20 de Julho) em memória de Tiago Gonçalves.As reacções à morte de Tiago Gonçalves foram chegando de todos os quadrantes políticos e não só, recordando, nas palavras da Presidente da Assembleia Municipal da Guarda “um jovem de 36 anos, marido e pai extremoso, no auge da vida e com um futuro promissor”. “Por todo o seu percurso político, profissional e cívico, será sempre lembrado como um dos melhores”, escreveu Cidália Valbom.Carlos Chaves Monteiro, Presidente da Câmara da Guarda, aponta Tiago Gonçalves como “jovem Advogado, Deputado da Assembleia Municipal desta cidade, um nome incontornável na defesa dos interesses da Guarda, das suas gentes e das suas instituições” e considera a sua morte “uma perda irreparável”. “Nesta hora de muito pesar”, a Comissão Política de Secção - PSD Guarda recorda todos os feitos do Tiago Gonçalves, “ao longo dos anos, enquanto Homem, Filho, Pai, Marido, um Amigo do seu Amigo e sempre pronto para ajudar o próximo”.A JSD Concelhia da Guarda recorda do Tiago Gonçalves “a crítica construtiva, serena mas incisiva”, a “capacidade de argumentação e defesa de ideais e valores, sempre procurando união, consenso e verdade”. Em comunicado, a Comissão Política Concelhia do CDS Guarda considera a morte do Tiago Gonçalves “uma enorme perda para a Guarda”.A Concelhia PS Guarda lamentou a morte de Tiago Gonçalves, “activista político, dirigente associativo, fiel aos seus ideais e comprometido com a sua terra”.O advogado Tiago Gonçalves faleceu na manhã do último sábado, 18 de Julho, nos Hospitais da Universidade de Coimbra, aos 36 de anos de idade.Deputado e coordenador da bancada do PSD na Assembleia Municipal da Guarda foi, até há poucas semanas, presidente da comissão política concelhia do partido. Em 2017, foi director de campanha da candidatura às eleições autárquicas. Foi dirigente associativo e activista cívico empenhado.