Mais de três centenas de pessoas caminharam pelas ruas da Guarda


A Marcha pela Saúde Mental, organizada pela Casa de Saúde Bento Menni da Guarda, esta terça-feira, 7 de Abril, juntou algumas centenas de pessoas. A partir da Alameda de Santo André, a marcha percorreu várias ruas da cidade e terminou na Praça Velha.
“Chamar a atenção para a importância da saúde mental no quotidiano das nossas vidas e ao longo de todas as idades”, foi o principal objectivo do evento.
A irmã Isabel Morgado, Directora da Casa de Saúde Bento Menni, disse ao jornal A GUARDA que a iniciativa quis “divulgar a importância da saúde mental no conjunto da saúde, pois muitas vezes é vista como o parente pobre da saúde”. E acrescentou: “Queremos dar rosto à saúde mental de modo a que as pessoas a valorizem no dia-a-dia”.
A marcha aconteceu no âmbito das comemorações do 1º centenário da morte d S. Bento Menni, fundador do Instituto das Irmãs Hospitaleiras. “Foi pioneiro no cuidado aos doentes mentais e teve como preocupação fazer com que a sociedade não os marginalizasse”, explicou Isabel Morgado.
A marcha foi também aproveitada para divulgar o que a Casa de Saúde Bento Menni disponibiliza à população em termos de ambulatório. Nos serviços abertos à comunidade oferece, com marcação prévia, Consulta externa de Psiquiatria e Psicologia, e reabilitação através de estimulação cognitiva e multissensorial (snoezelen).
Isabel Morgado reconhece que a cidade da Guarda tem algum desconhecimento da missão que é desenvolvida na Casa de Saúde Bento Menni, que muitas vezes é associada à ideia de Lar. “Não somos um Lar, somos uma Casa de Saúde, com incidência específica na área da saúde mental”, explicou.
Para a Directora da Casa de Saúde Bento Menni “as pessoas afectadas com problemas de saúde mental são muitas vezes incompreendidas, excluídas ou marginalizadas. Esta discriminação faz com que muitas pessoas tenham vergonha e medo de procurar ajuda e tratamento”.
A Marcha pela Saúde Mental contou com a presença de pessoas ligadas à Casa de Saúde Bento Menni, Escola do Bairro da Luz, CERCIG, ADM Estrela, Instituto Politécnico da Guarda (IPG), Departamento de Saúde Mental e Afacidase - Associação de Familiares e Amigos do Cidadão com Dificuldades de Adaptação da Serra Da Estrela.
No âmbito da marcha, alguns alunos do IPG aproveitaram para distribuir panfletos com informações relacionadas com os hábitos alimentares.