Política


Henrique Monteiro é o novo presidente da Comissão Política Distrital do CDS-PP da Guarda. O novo dirigente foi eleito no acto eleitoral que decorreu no passado sábado, dia 6 de Dezembro, onde se apresentou como candidato único. O actual dirigente concelhio do CDS-PP da Guarda sucede no cargo ao anterior dirigente distrital António Fonseca de Carvalho, que se demitiu de funções em Maio deste ano.
O novo líder distrital do CDS-PP foi eleito com 143 votos a favor, 2 brancos e 1 nulo, num universo de 146 votantes.
Henrique Monteiro, que até agora também desempenhava as funções de vice-presidente da distrital do partido, já disse que no desempenho do novo cargo, vai “continuar a investir na organização, no reforço e criação de estruturas concelhias”. O CDS-PP ainda não tem estruturas concelhias organizadas nos concelhos de Figueira de Castelo Rodrigo e de Manteigas. No mandato que se prolonga até Dezembro de 2016 o responsável pretende “apostar também no incremento da militância e procurar trazer para o partido novos filiados que nos venham acrescentar valor e reforçar as nossas estruturas e a nossa capacidade de intervenção no nosso território”. O responsável lembrou que o CDS-PP “foi um partido com uma posição muito significativa no distrito da Guarda, com a presidência, em simultâneo, de 7 Câmaras Municipais”. “Trabalhando, por certo, vamos reforçar o partido e a votação do partido”, assumiu.
Henrique Monteiro disse ainda que “o grande problema do distrito da Guarda é o despovoamento e importa contribuirmos para a procura de soluções que façam regredir este processo, e isso passará pelo surgimento de políticas de discriminação positiva que têm que ser desenvolvidas pela Administração Central e coadjuvadas pelas autarquias e que possam favorecer o investimento e a criação de emprego para fixar pessoas”.
No passado sábado, também foram eleitos os novos dirigentes para 5 estruturas concelhias do CDS-PP. Eduardo Bernardo é o novo líder da concelhia de Gouveia, Henrique Pereira da Silva foi eleito presidente da concelhia de Almeida, Carlos Gonçalves passa a assumir a liderança da concelhia de Pinhel, Alfredo Nobre passa a presidir à Comissão Política Concelhia do Sabugal e Luís Garrido à estrutura de Vila Nova de Foz Côa.