Cerimónia decorreu no auditório dos Serviços centrais

O Conselho Geral e a presidência do IPG - Instituto Politécnico da Guarda homenagearam o Vice-Almirante Henrique Gouveia e Melo atribuindo-lhe o título de Especialista Honoris Causa, em reconhecimento da destacada liderança no comando da Task Force, que organizou a logística do processo nacional de vacinação contra a SARS-Cov-2. A sessão decorreu no dia 30 de Setembro, no auditório dos Serviços Centrais do Politécnico da Guarda.O Presidente do Instituto Politécnico da Guarda, Joaquim Brigas, disse que o vice-almirante “é um exemplo de liderança e de competência no seu trabalho, tendo correspondido da melhor forma a uma missão de extrema delicadeza e importância para as vidas dos seus concidadãos”.Joaquim Brigas referiu que Gouveia e Melo “ao comando da ‘task-force’ organizou e pôs em marcha toda a logística do processo nacional de vacinação contra a pandemia da covid-19 e tornou Portugal, nos primeiros dias deste mês de Setembro, no país do mundo com maior taxa de vacinação completa, 85%”.“Esta cerimónia serve, por isso, e em primeiro lugar, para nos congratularmos com este resultado e para lhe expressarmos o nosso reconhecimento colectivo pela forma exemplar como soube desempenhar e comunicar a sua missão”, explicou.Joaquim Brigas apontou a cerimónia como uma chamada de atenção da comunidade académica do IPG “para o exemplo e para o significado académico que o desempenho do senhor vice-almirante pode, e deve ter, para todos”.O presidente do Conselho Geral do IPG, Fernando Carvalho Rodrigues, afirmou que o vice-almirante é “um homem de ciência, porque tem um conhecimento estruturado no conhecimento e na acção”.À chegada ao IPG, o vice-almirante Gouveia e Melo disse que estava “feliz” e que se sentia “honrado” com a distinção, assim como “com todas as distinções” que lhe têm sido atribuídas.