Guarda


O Instituto Politécnico da Guarda (IPG) promoveu, no dia 30 de Outubro, o III Fórum sobre Toponímia da Guarda. A organização faz um balanço positivo do evento, referido que o mesmo correspondeu “às expectativas e traduziu, uma vez mais, o interesse crescente pelo debate em torno da Toponímia, um assunto que deve ter uma abordagem interdisciplinar”. Isto porque, as questões relativas à identificação de lugares “para além da preservação indispensável, e aconselhável, na maioria dos casos no plano das placas, bem como da sua uniformização dentro do contexto urbanístico ou temporal, devem ser equacionadas sobre várias perspectivas e ter igualmente em conta o contributo que pode ser dado pelas novas tecnologias; facilitando a localização, facultando informação sobre os nomes e lugares”. Esta valorização, como foi defendido no decorrer do Fórum, pode “passar pela diferenciação, ao nível artístico, por exemplo, das placas toponímicas de zonas onde se possa propiciar uma justificada intervenção, de modo a constituírem-se como novos elementos de atracção.”
O professor catedrático João Malaca Casteleiro abriu o programa do III Fórum com uma conferência subordinada ao tema “O fascínio de nomes de terras da Guarda”. No decorrer dos trabalhos foram ainda apresentadas comunicações subordinadas aos temas “Reflexões, problemáticas e contradições na Toponímia”, por António Saraiva; “Toponímia Maçónica no Distrito”, por Alípio de Melo; “Ladislau Patrício: um médico/escritor na toponímia guardense” por Helder Sequeira e “Toponímia Gouveense: mudam os regimes, permanece a tradição”, por João Amaro, que defendeu a necessidade de elaboração do “Dicionário da Toponímia de Gouveia”.
Falou-se ainda de “Ecos da Grande Guerra na Toponímia das Beiras: os casos da Guarda e Viseu”, por Luís da Silva Fernandes, e de “A (re)descoberta do evocativo subjacente às conexões toponímicas e às conexões das conexões das em Vilar de Amargo”, por Urbana Bolota.
As intervenções proferidas, bem como as comunicações da edição anterior do Fórum de Toponímia, vão ser publicadas em próximo volume da Colecção “Politécnico da Guarda”.